terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Bem natureba. E botando defeito.

Finalmente um biscoito para o cafezinho! Bem natureba. Fica ótimo,  acho que o açúcar mascavo dá um ar quebradiço nele feito rapadura. No entanto, vai totalmente contra as normas in-iang, ou iyn-yangh ,sei lá onde vai o agá, o ipsilone.
A coisa é a seguinte: já leram "Porque as chinesas não contam calorias"?
É interessante, sem dúvida, para quem, como eu, é contaminada pelo vírus da bobagem com alguma constância.  No caso, a autora está preocupada não só com saúde mas, principalmente, com emagrecer. Bem, ela diz ter 1,60 e ser manequim 38, logo não dá pra levar a sério, né? E é inglesa!! O povo que pior come no mundo! Claro que , tirando Henrique VIII todos os ingleses são magros, a comida é horrível.  Quando o prato nacional é rim  a gente tem que desconfiar.
Aí, surgem umas Nigellas que adoram cremes, gorduras, açúcares e assaltam a geladeira à noite e desenvolvem traseiras e peitos gigantescos felizes da vida. Ou  a gracinha do Oliver que parece que nasceu hoje e descobriu que o mundo é mau.
Claro que os ingleses tinham de dominar o mundo! Com aquela comida, qualquer lugar era melhor do que a casa deles! E acharam que tinham descoberto o santo graal do curry. Aí ficou chato.

Bem, então essa moça, tadinha, só pensava em emagrecer e , ao arrumar namorado novo, se mandou para China literalmente e viu que eram magros!
Acredito que , quem me leu até aqui, seja como eu: ao ler a receita já sabe se vai gostar ou não. Quando vejo escrito 6 ovos, sei que não é para mim. Natas.. Também não está falando comigo.  Muitas vezes eu sinto o gosto , como quem lê música e ouve a melodia de uma partitura.  Então, nada, absolutamente nada me convenceu ao paladar. Ela quer que eu acredite que ela fica feliz da vida bebendo água de arroz com pimenta de manhã! E que os filhos dela vibram com ovos podres.
Não, não creio.
Fora isso, ela falou mal de uma aluna porque a aluna gostava de um tipo de comida e o marido da aluna de outro, então a aluna fazia ambos. Ela criticou como falta de harmonia!! Ora, quer coisa mais generosa do que fazer o que cada um gosta? Quem tem marido e família sabe que é assim: um gosta de suco de laranja coado, o outro não liga, outro quer coca-cola no copo de patinho.. e a gente tenta satisfazer a todos com felicidade!
Mas o livro não é de todo mau. Ao contrário, há princípios interessantíssimos para quem se impressiona com facilidade, como eu. A mistura dos sabores, os molhados e os secos e ... O tal do in-yang. E eu adoro a comida chinesa que se come nos restaurantes cariocas, até mesmo no china in box!
Bem, aí está um biscoito (finalmente o nome do blog se fez valer!) totalmente yang, proibido , já que é tostado, seco, duro. E delicioso! (para quem tem bons dentes)
1xic de aveia em flocos
1 xic de farinha integral
1xic de farinha
1 e meia síc de açúcar mascvao
Meia xic de farinha de soja
1/2 de xic de oleo (usei de girassol)
1/2 xic de água
1 colh de chá de fermento.
É amassar tudo junto, deixar na geladeira por dez minutos, abrir a massa entre dois plásticos, cortar e levar ao forno. Não precisa untar a assadeira. Bom pra caramba, pra quem gosta.

6 comentários:

Gina disse...

O biscoito está na mesa. Aceita um cafezinho? Pode ser paranaense? Descobri o café paranaense há 2 anos, num evento no Mercado Municipal e gostei. Desde então, passo lá toda semana e peço para moer uma parte pra coador, outra parte para expresso.
Se faço esse tipo de biscoito aqui em casa, só eu como...
Bjs.

angela disse...

Pois é, eu também! Os filhos chegam a provar, o marido nem olha. E isso é amor também.
A louca autora acha que é desarmonia. pf..
Por aqui há diversas marcas. Eu gosto, o marido fica no café pilão mesmo.

Gina disse...

Voltei para responder ao seu questionamento sobre o sorvete de amoras. Veja se você aprova ou se lhe inspira as adaptações que a Tânia fez do meu sorvete nesse post:
http://zakuskas.blogspot.com/2009/11/sorvete-de-amoras-frozen-iogurt-de.html
Ela substituiu o creme de leite. Veja lá.
Bjs.

welze disse...

que postagem deliciosa. não considero o nome correto, pois não concordo que vc chame de botar defeito, ir, se não contra, pelo menos não tão de maõs dadas com os conceitos e preceitos do livro. estou com vc em absolutamente tudo. sou mãe que faz coisinhas diferentes para cada um, e sempre me senti muito bem assim. agora meus filhos com 28 e 30, fazem coisinhas diferentes para mim, mesmo sem gostarem. aprenderam que assim é uma delícia viver. desculpe por tomar tanto espaço, um abraço

Mundo do Sabor disse...

Adorei seus biscoitinhos.Apesr de não ser naturalista gosto muito de usar produtos integrais,concordo com você, aqui sempre faço de tudo para agradar meu marido ,minhas fiilhas e a mim ,é claro.Cada um tem uma peculiaridadee o gostoso é com muito amor e carinho fazer algo que agrada a minha família.

Beijoos

angela disse...

Welze!! Os meus tem a mesma idade!oops.. lembrei que o de 28 fez 29 em 28 de 12..:-)) Também.. pra mim eles tem 3 e 5 e pronto.

Você tem razão, não é necessário ser naturalista para gostar do que é bom!