sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Quando tudo dá errado às vezes dá certo


Positivamente, querer não é poder. Principalmente nas artes. E gostar, muito menos é saber! Ah.. Quanto sofrimento já passei  ouvindo "gritantes" que acham que são cantoras! Ah..mas tudo pela arte!
Tenho uma amiga querida que acha que sabe cozinhar. Adora comer e come praticamente de tudo. E acha que sabe cozinhar, tadinha. E é feliz achando. Não dá pra tomar nem o café com leite que ela mistura.
Espero não ser assim. Muitas vezes não dá certo, é verdade. Recentemente, por exemplo, alojei-me na casa de um casal e, para retribuir, preparei joelho, aquele pão com queijo e presunto que não pode dar errado. Pois é, errado não deu, mas também não deu certo.  Eu fiquei grilada.. Será  minha boca? Será a temperatura? Bem, mas a gente tem que ajudar. E o marido hospedeiro chegou cansado do trabalho, ia pra rua comer, coitado! Na mesma hora  prontifiquei-me a preparar algo. Abri o armário, e casal jovem não tem nada em casa, mas achei um macarrão integral, e pronto, também não podia dar errado.
Ó, ele comeu, mas talvez fosse fome. Talvez fosse apenas bem educado. O macarrão estava no ponto, o presunto era cortadinho, mas não ficou gostoso.

Agora mesmo li um livro inteirinho (li por três  motivos: a- tem letra eu leio. b- era pequeno. c- o tema comida me interessa sempre há uma esperança) bonitinho, mas a capa me confunde com o Pequeno Príncipe, o tipo de letra , sei lá. Comecei a ler.. Caraca! Como alguém pode escrever tanto sobre nada? Fui ver quem era o autor. Ah bom. Era uma moça de 25 anos. Entendi tudo. Muito jovem. Certo, Castro Alves tinha 23, exceções existem. E já é o seu segundo livro, segundo a orelha, sendo o primeiro já traduzido em duas línguas e de poesia..sei lá, talvez em inglês e espanhol fique melhor. Dá pra ver que ela leu, que tem boa intenção. Talvez seja fã de Manuel de Barros.  E resolve frases com coisas bonitinhas como "até que a sopa tenha gosto de céu estrelado". Só socando.  E há erros ortográficos  no texto. Enfim. Mas é bonitinho.Tem receitas nele, coisas que nem essa que vou postar hoje, que todo mundo já sabe. Enfim, gostar de escrever não quer dizer que a pessoa saiba escrever. Enfim.. Mas é jovem, talvez um dia com vivência, experiência, aprenda que escrever não é música tem que se ter o que dizer, aprofundar. Enfim.... não gosto de falar mal. Mas a pior coisa que tem é algo ruim com aparência de bom pois confunde os incautos. 
Enfim...
E uns novos amigos vinham passar uns dias! Não os conhecia ainda, perguntei ao telefone se havia alguma restrição alimentar, a resposta foi negativa. Como não os conhecia, decidi pelo brasileiríssimo feijão com arroz . Farofa, carne assada, salada..  Adoraram!
Mas... A moça não comia carne. O moço não comia nem farinha nem açúcar..
Enfim...

Então, no dia seguinte, corri para uma torta de alho porro para a moça! O rapaz pode comer só o recheio! E ambos ,como eu, tomam suco verde pela amanhã! Adoraram as flores, a abóbora torradinha.. Ufa! O erro deu certo!
Ah! Sim, a receita da carne assada!
Ué, Angela, todomundo sabe fazer carne assada. Pois eu não sabia, procurei auxílio na internet quando comecei e agora é a única carne que eu como e a única que gosto no mundo todo :-)
Da noite pro dia fica lá, na geladeira, cercada de sabores e matos e coisas. O quê? O que tiver. Sal, bastante  Ih! Já contei isso aqui!
Mas não coloco mais nem linguiça nem cenoura, pois os convivas acabam sempre retirando a cenoura e colocando no canto do prato.  Me dá uma raiva...  
Então é isso, primeiro douro a carne num panelão , no óleo (ou manteiga, ou margarina) e no alho. Quando está bem douradinha, enchode água e fica lá, horas cozinhando. Quando fica macia, aí é que vai para o forno! E vou regando com aquele mundão de molho delicioso que ficou na panela! Depois é cortar fininha. 
Com o que sobra na assadeira, uma farofa com umas rodinhas de banana.. fala sério! deu certo! 

Em......... FIM!

8 comentários:

Renata Boechat disse...

Olá,

Obrigada por visitar o EternosPrazeres,

Volte sempre, será um prazer receber sua visita!

Sou Renata Boechat
Muito prazer!

Gina disse...

Olhe, tem uma coisa que aprendi faz tempo. Não bato no peito pra dizer que sou expert em culinária, nem no meu perfil você vai encontrar frases do tipo "apaixonada pela gastronomia", "chef"... Já errei um bocado fazendo pratos triviais, já passei praticamente anos sem cozinhar, comendo fora todo santo dia. Enfim, não gosto de fazer arroz com feijão e carne no dia a dia. Pronto, falei! Agora, biscoito, bolo e sobremesa, mesmo que seja trabalhosa, ah isso eu gosto. Se tiver história, melhor ainda.
Minha carne "assada" nunca foi ao forno, portanto, um nome inapropriado. Mas é boa, né? Sanduíche de carne assada é bom demais!
Bom final de semana, Angela!

angela disse...

Gina, seus dotes são LINDOS!! Um dia vou te conhecer, rá rá! se ferrou. Vou baixar em curitiba,bater em todas as portas até te achar!!

márcia ng disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
márcia ng disse...

pois ... sou a moça que não come carne ...
delícias, divertimentos e acolhida especial foi o que encontrei chez angela !
visitando o blog vi um soufle de chuchu ... fiquei só imaginando ...
oxalá eu possa voltar !
obrigada !
bj,
m

angela disse...

Tem que voltar! E eu quero conhecer essas águas e cachoeiras por onde vocês andaram! Farei suflê de chuchu, tá combinado!
Te aderi hoje no facebook :)

quintal 313 disse...

E eu sou o moço que não come farinha nem açúcar. E só comi maravilhas, preparadas com tanto carinho pela Angela, naquele lugar mágico onde ela mora. Os almoços foram divinos, o suco de manga verde: sensacional. Agora, os waffles de arroz, que ela preparou tão especialmente para mim, deixaram uma marca indelével em alguma parte de mim onde o paladar se mistura com o afeto. Geniais, formidáveis, sei lá, palavras não expressam. Obrigado!

welze disse...

os erros que dão certo são tudo de bom. mas que a capa do livro lembra demais da conta a do livro O Pequeno Principe, é inegável. Porque será? um abraço e boa semana