terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Sabores variados

Às vezes fantasio ter uma casa de lanche. Mais um café. Um lugar charmoso onde houvesse um pouso. Uma estante de livros, mesas com toalhas xadrez vermelho e branco,  flores no centro, móveis de madeira,nada de  cadeiras plásticas. Um eterno cheiro de café no ponto, um bolo, um salgado de forno, um suco, água mineral.  Uma música suave no fundo.  Que bolo? Cada dia um diferente. Talvez uns produtos de lembrança, de venda. Aquarelas com a paisagem daqui. Geléias caseiras.
Mas é fantasia.
O importante é que não haveria receita, mais ou menos como o restaurante da protagonista do livro Escola de Sabores. Gostoso livrinho. Daria um filme bem simpático.  O livro, na realidade, é uma desculpa para receitas e vários contos. Pois uma mulher tem um restaurante onde "nunca nada saía como planejado. O cardápio mudava sem aviso prévio perturbando os que ansiavam por familiaridade" . E é possível. Uma vez, a gracinha do Oliver Twist esteve em uma ilha na Itália onde o cardápio era decidido no dia, de acordo com o que os pescadores tinham conseguido. E o restaurante só abria à noite, para uma única leva.  Gosto da idéia.Ah! e ela começou a cozinhar para atrair a mãe, que vivia no mundo das leituras.
Mas, por outro lado, como é difícil agradar a várias pessoas! Se eu e o marido já discordamos.. Só dois! Eu gosto de tudo o que é crocante, sequinho, torrado, aromático.. E ele, de tudo o que for gorduroso, cremoso, úmido, molhado.
Já viu..
Então, lá vou eu enfrentar o frango e abóbora, assim como um dos pratos do livro. A doçura da abóbora combina com sal do frango. No livro, ela propõe ravioli de abóbora com peito de peru.. Hum... Deve ser bom!
Pego o peito de frango, que já está no alho , sal e vinagre há um dia , e dou uma dourada nele no azeite.  Mas antes, abro o tal UME, a tal conserva de ameixa japonsa.   Nunca tinha comido. Caraca! Tem gosto de limão com sal! Apenas isso. Maior decepção!
Então, parti as ameixas e as esfreguei nos frangos, o que os deixou bem rosinhas. Depois, água  e deixo cozinhar. E começo a provar, acertar o sal.. E lá vai o shoyo!
E o danado do frango continuava duro.. Então, suco de maracujá!
Mas continuou duro, droga. Foi para a panela de pressão acompanhando de passas brancas por dez minutos. AH! Agora sim! Delícia!Ah, mas amendoas sempre caem bem! Elá vão elas torradinhas no azeite!
Enquanto isso, o suflê de abóbora disfarçado, pois dei uma fritada na abóbora no azeite, depois bati no liquidificador com a gema, meio copo de leite desnatado, uma pitada de sal, uma boa fatia de queijo de minas, uma colher de manteiga derretida, duas colheres de farinha de trigo, nóz moscada. Acrescentei a clara em neve e o depositei juntamente com umas cebolas douradas na forma untada e com farinha de rosca.Por cima, pouquíssimo queijo ralado.
Adorei!

4 comentários:

Gina disse...

Tivemos um sítio nos anos 90 e cheguei a sonhar (nunca nem falei disso pra ninguém) em transformá-lo num local para receber hóspedes, sempre servindo umas coisinhas caseiras, que provassem no café da manhã e quisessem levar pra suas casas...
Lá tinha essa carinha de coisa do interior, com direito à quadro feito por mim, potes de mantimentos igualmente, paninhos com barrinha de crochê feitos por minha mãe nas prateleiras, caminhos de pedras desenhado no papel e concretizados no chão. Cada cantinho daquele sitio tinha a nossa mão. Foi a realização de um sonho por sete anos, até que tivemos que mudar para longe e o vendemos.
Dá pra ser feliz com coisas bem simples e como dá!
Hoje fiz umas bruschettas com o que tinha em casa e isso não é muito o meu jeito. Sou a mulher das receitas, ao contrário de você.
Bjs.

angela disse...

Gina, não apareceu no blogger sua bru... pois é, complicado demais. Falo essa língua mas não escrevo direito. Mas vi uma de outro blog, mas com anchovas e queijo .. enfim.. proibida!
Eu quero ir no café do seus sonhos!!
Cadê o seu quadro?

welze disse...

não tem como não adorar. vários sabores que se completaram de maneira maravilhosa. abraços

Gina disse...

Voltei...
O quadro não é pintura e sim recorte e colagem, mas tem tudo a ver com café da manhã.
Ó ele aqui:
http://nacozinhabrasil-gina.blogspot.com/2008/09/papaia-com-mousse-de-morango.html
A long time ago... fiz uns quadros pintados à óleo, quando era adolescente. Não restou nada...
Se quiser ver um desenho meu (tipo relíquia ..kkk), te mostro. Está num post também.
Bjs.