segunda-feira, 4 de abril de 2011

Sal grosso sal fino, sal me faça ficar pequenina..

Errei tudo, né?
Nem rimar rimou. Ah! como eu adorava Laura Jane com sua areia grossa e areia fina! Mas acho que só eu sei que ela existiu, pois procuro dados sobre ela na rede e não encontro.
Mas é apenas um título por conta do sal grosso.
Terminei (pulando) o livro A parte mais tenra. Masoquismo talvez. Ou esperança..  na realidade é um tipo de complexo de Indiana Jones pois sempre acho que posso encontrar um tesouro no meio desses livros realities-shows.  Eu achava que a mãe que envenenava teria futuro, mas não teve. Aí ficou naquela coisa de lá  pra cá com receitas que ou não temos ingredientes ou são banais para o Brasil. Mas, em um determinado momento ela fala de um frango delicioso feito por alguém.. e eu li, assim por alto e me deu a impressão que a pessoa deixava o frango no sal grosso , coberto mesmo da noite pro dia. Depois, no dia seguinte, deixava no leite por uma hora.

Eu tinha comprado um frango caipira. Psiu, não espalha,m as eu nunca tinha feito frango caipira muito menos comido que eu me lembre. Claro que talvez um daqueles escandalosos da minha infância, que me faziam correr para o quarto tampando nariz e ouvidos fosse caipira, só que não me informavam. É, na minha infância, havia aviários fedidos espalhados por Copacabana. O bicho chegava vivo na cozinha do apartamento projetado por Maurício Roberto num desconforto atróz.
Mas o sabor não ficou. O cheiro sim.
Ah! mas hoje, no mato, comprei congelado e já partido um frango caipira com selo do inmetro e tudo de um aviário da vizinhança.  Deixei na geladeira para descongelar, levou dois dias. No terceiro dia, enchi de sal grosso, tampando tudo e ele dormiu assim.
Qual não foi a surpresa ao reler a receita do frango delicioso propagandeado que era o contrário! da noite pro dia no leite, e uma hora no sal grosso!
Paciência. Lavei o frango e tirei a gordura branca, toda. Não posso me dar a esses luxos.
Procurei alguma dica especial para frango caipira, mas, além do fato da maioria falar no diminutivo "um franguinho caipira" os procedimentos eram os usuais.
Então, agora era comigo.
Coloquei vinagre balsâmico frutado de maracujá.. que coisa boa que é! marca Castelo. E deixei. Ah! o leite, Angela! aqui é só desnatado, botei também esperando surgir alguma ricota da mistura e deixei na geladeira por uma hora.
Inverti.

Pois bem, coloquei óleo de girassol na panela, alho , tostei um pouco e coloquei o frango. tentando tostar. Um pouco. Vira de um lado, de outro, muda tudo de lugar e ah! O marido!
Não sei como é com vocês mas nunca conheci um homem carioca,pai, marido, filho, que coma coisas com ossinhos ou espinhas. Nunca soube de um que roesse um milho assado ou uma costelinha com felicidade.. sempre aquele desperdício. Na infancia o frango era perfeito pois eu gostava das coxas, minha irmã das asas, o peito era do meu pai, a outra irmã era fã das entrecoxas e minha mãe dos miúdos esquistos.
Mas hoje, só compramos peito, pelo bem do meu colesterol e pelo paladar do  marido, avesso a ossinhos e gorduras.
Então, enchi a panela com pedaços de peito de granja também.
Agora, cenouras partidas e aipo (ou salsão) . Ora pro nobis e agrião, ambos da horta.
Bem, como a Neide me deu uma semente de um troço estranho que plantei e nasceu, um cará moela voador gigante, eu o cozinhei em banho maria, depois descaquei e aí tasquei na panela também.
Em pouco tempo o cheiro bom de comida boa espalhou-se pela casa!
E agora virei fã do frango caipira! O melhor frango que já comi na vida , de verdade verdadeira!

4 comentários:

Gina disse...

Nem tudo que remete à infância traz boas recordações...
Frango caipira é muito bom e comidinha de mãe também. Fui visitar agora a minha e ela fez uma carne de porco que há muito tempo eu não comia.
Você já viu o uso de uma massa, que leva muito sal, que se coloca legumes dentro e "taca" no forno? O legume fica muito bom, mas a massa vai pro lixo...
Boa semana!

Casa Decorada disse...

Angela, pode ir agora que ja esta linkado...na hora em que colocava a foto, chegou visita e tive que dar atençao.Assisti o doc OLHOS AZUIS em 94 e desde entao nunca mais fui a mesma .amo esta americana Jane Elliot
...me desculpe amiga ...bj e obrigada pelo carinho! Saio de sua casa coom um pedaço deste frango nas maos .....

Kenia Bahr! disse...

Angela, fico aqui dando risada do jeito que vc escreve...
Sabe que só como frango caipira, assim como ovos (hormônios, antibióticos e tals). è o melhor que existe, de longe...

E detalhe: as partes esquisitas são as que eu mais gosto (nem como peito): pés, pescoço e outras partes menos nobres me agradam muito hehehehe

Bjs

Neide Rigo disse...

Angela, que lindo o cará voador. Nossa, o meu não está assim ainda não! Fico feliz que tenha produzido. beijos, N