quarta-feira, 22 de junho de 2011

Denorex ataca outra vez! Parece quibe mas não é.

Ufa! voltou! Então, vocês já comeram arroz vermelho? Eu nunca tinha comido ou ouvido falar. Aí, abriu uma lojinha na cidade com umas prateleiras e uns sacos de cereais naturebas. Comprei por 6,90 um quilo de arroz vermelho. E fui pra internet.. Rá! me confundi!! Por um lado, eu tinha comprado o máximo das dez maravilhas do  mundo. Uma fonte de vitaminas e inas fantástica, e meu colesterol ficaria perfeito. Por outro, era uma praga pra lavoura, uma coisa que roubava os nutrientes da terra, os outros tipos de arroz morriam e coisa e tal. Não entendi nada, pois todo mundo sabe que o simples arroz branco, agulinha, por mais legal que seja, não tem nada de bom pra saúde, claro que tem o basico: mata a fome. Enfim, vou pesquisar mais.

Então, ele é uma delícia, e é feito como arroz comum só que na proporção 1 x4, 4 vezes mais água do que o arroz.  Adorei.
Mas como tinha começado a ler Literatura e Gastronomia do Fabiano Dalla Bona, fiquei influenciada logo de cara e decidi fazer bolinho do arroz pra ver como é que fica.  O livro é bem legal, é exatamente o que promete: um livro de receitas sicilianas tiradas da literatura. Alguns trechos de livros são apontados e as receitas são oferecidas. Monte de massa, claro, mas , logo no inicio, bolinho de arroz.

Eu tinha comido umas duas colheres de sopa desse arroz vermelho que tinha sido temperado só no sal, bom mesmo. E fiquei empanturrada! Ele tira a fome MESMO. Deve ser bárbaro pra quem quer emagrecer, ou trabalha o dia inteiro e não tem tempo de comer decentemente. Comi umas 8 da noite, passei a noite inteira sem fome, ainda me sentindo empanturrada, acordei sem fome, só fui ter fominha umas dez horas da manhã.

Sobrou bastante, pois o arroz rende. Então, moí no mixer, juntei um ovo caipira, um pouco de cebola, salsinha, cebolinha, hortelã, moldei e fritei no azeite.  A moça que não come carne amou, achou que era triguilho, o marido adorou, disse que vai comprar todo o estoque da lojinha.  Repetirei, pois o moço que não come farinha chega amanhã e vai se deliciar!! Parece quibe mas não é!!

3 comentários:

Kenia Bahr! disse...

Ai Angela, eu amooo arroz vermelho. Tem o preto tb, delicioso, com sabor muito marcante. Vim morar no vale do Paraíba, me dei bem, já que é a maior região produtora de arroz do estado de SP e das maiores do Brasil! Tem uma receita deliciosa de arroz vermelho com favas, um dia vc tem que fazer...

Beijos (ótima saída pros celíacos!)

ameixa seca disse...

Não conheço mas parece bom :)

Deborah - Delicias1001 disse...

Mas que parece quibe, parece!
Venha me visitar tb. Adorei o seu canto!
Bj