quarta-feira, 1 de junho de 2011

Enrolando

Assisti na tv um filme mexicano bárbaro: 5 dias sem Nora. Um espetáculo. Premiadíssimo. E a comida é uma das personagens principais. Pena que não se dediquem mais a nos explicarem sobre ela.  O banquete final é de dar água na boca! Nora é uma suicida, sempre tentou se matar,e, finalmente, na época de celebração da Páscoa judaica se mata. Dois problemas: não se enterram suicidas e não se enterram nessa época suicidas ou não.

Mas Nora antes de ir, e é assim que começa o filme, prepara a mesa da festa, muito linda, toalha, pratos, talheres. No freezer, tudo explicadinho para que sua católica empregada Fabiana organize a ceia. Nas fotos acima vemos o ex-marido José trocando as explicações de preparo dos ingredientes perfeitamente organizados no freezer. Também, a prima escamando o peixe para a refeição sob o olhar atento de Moisés , assistente do rabino que ora o corpo, mas, que no fundo, tudo o que ele queria ser era um chef. Uma pizza chega para horror do rabino que acha que é uma afronta, já que não é época de se comer linguiça ou pão fermentado.
Pena que não encontrei fotos do banquete em si nem de Fabiana preparando as folhas de uva para enrolar a comida. Queria tanto o menu daquela festa!

Coincidentemente ou não, pois não tem nada a ver, vi Ana Maria Braga enrolando coisas em repolho. Ah! vou enrolar também!
Inicialmente eu já tinha um recheio de frango perfeito . Foi um engano. Preparei o frango para estrogonofe mas não tinha molho de tomate nem pronto nem tomate suficiente para fazer. E o marido anda meio cansado de comer frango em condicões normais.

Aí, o frango tinha sido picado em cubinhos, refogado deliciosamente. Ao perceber que eu não tinha o molho de tomate, tasquei molho inglês. Mas ele não quis. Nem provar. Então, processei tudo com um restinho de pimentão picado e virou hamburguer (passado no ovo e na farinha de rosca) Lambeu os beiços!

O frango processado estava na geladeira, acrescentei um ovo batido nele e o resto de muzzarela (afinal,como se escreve essa coisa?)
Aferventei folhas de repolho roxo, estiquei direitinho em um pano de prato fazendo um forro. Por cima, o frango moidinho com queijo. Enrolado  como um rocambole e geladeira ainda no pano de prato. Horas depois, abri, retirei e cortei as rodelinhas. A essa altura já tinha chegado o molho de tomate, salpiquei queijo e forno! Uma delícia! Quer dizer,eu comi o repolho e ele o recheio . rá rá!

2 comentários:

Anônimo disse...

Oi querida o enroladinho ficou com uma cara otima e o sabor tambem deve ficar bom. Sobre a outra postagem se der vou com certeza te abraçar mas , me esclareça o que seu querido faz ... show ... desculpe minha ignorancia o tico e o teco estao de ferias prolongadas , e de novo obrigada pelas fotos beijos Denise ( aquela que nao e mais anonima)

Anônimo disse...

Cade vc porque nao postou hoje ah to preocupada ...