terça-feira, 1 de novembro de 2011

Paixão e comida

 Adoro filmes com comida. Estou louca para ler e ter dois livros. Um se chama Jantares de Cinema, da autêntica editora. EU PRECISO desse livro!!! e outro, do Rubens Ewald Filho, O cinema vai à mesa. Quero muito!!!

Acredito que todos nós assistimos na ocasião o filme 9 semanas e meia de amor. Uma ousadia, certamente. E acabou que geladeira, morangos, uvas, gelatina e etc ficou definitivamente vinculados ao amor, à paixão.  Mas, aqui só pra nós, que ninguém mais me ouça, nada, absolutamente nada há de mais sexy do que o marido de avental fazendo o jantar. Ah! que olho vendado que nada! O jeito que um homem cozinha é diferente, e o nosso próprio, então, um privilégio! Enfrenta facões e carnes com maestria e tudo ao som antigo de Belchior.
E nós fomos até à cidade, coisa rara. Raramente saio do sítio, fico verdadeiramente sitiada. Aí, quando saio, vira turismo.




Primeiro fomos ao açougue, lá compramos um filé mignon, paleta moída na hora, carne seca e um fígado para os cachorros.
 Depois, nessa loucura de padaria , a minha predileta pois eles tem o hábito de passarem um pouco do ponto, queimarem um pouco mais. Hum.. comi uma broa de milho deliciosa! E as cores desses bolos? Como diz um amigo , certamente são proibidas pela convenção de Genebra! Ainda não comprei o jacaré, ele já estava há três dias na vitrine, aí meu espírito de aventura tem limite. Mas comi um massa com recheio de queijo e frango.

Bem, mas o que importa é que o homem chegou cheio de gás em casa e começou os trabalhos. Primeiro, pegou o filé mignon, encheu de sal e de alho.
 Aí meteu no grill  deixando dourar bem e, depois, tascou sal grosso.
 Também colocou margarina na panela, tascou a paleta moída com alho e sal e deixou fritar. Depois disso, usou vinagre e molho inglês. Ficou bastante tempo no fogão até praticamente secar.
 Eu já tinha colocado o arroz na panela, a batata já se encontrava partidinha e cozida pronta pra ser frita e o feijão foi rápido também, 30 minutos na panela de pressão e depois o Meu Feijão como tempero.  Aí, aproveitei a borra que ficou no grill do filé mignon e fiz a farofa, acrescentando apenas margarina.
Provei um pedaço da carne, deliciosa mesmo. E a carne moída , também perfeita, foi congelada.  Fiquei mais na salada, maçã e milho na misturada de cenoura, brócolis, alface, cebola, queijo..

Sim, ele deu um tempo ao peito de frango e olha que  ontem eu consegui fazer um croquete com todas as sobras (sobra de escondidinho de batata, peito de frango e muçarela e sobra de molho de peito de frango com pomarola) que estava delicioso e não tinha gosto de frango!
Amanhã teremos trutas fritas!

7 comentários:

Renata disse...

Nem me conte o que aconteceu depois desse jantar....rssss

O livro O cinema vai à mesa é ótimo, voce vai adorar!

Abraço,
Bom dia!

angela disse...

Renata, ora.. o que poderia acontecer depois da gente passar o dia inteiro caminhando, cozinhando, enchendo a barriga? Dormimos muito bem!:-))))))))))))))))))))))

Andréa disse...

QUE HOMEM PRENDADO VC TEM,O MEU ESPOSO SÓ SABE COMER, RSRS.
VIAJEI NO TEU POST AMEI!

BEIJÃO....

Anônimo disse...

Ai sim heim , ( e assim que meu marido diz quando a coisa ta muito boa). Nossaaaaa isso me encheu a boca de saliva as fotos tao de matar quarteirao hummmmmmmmmm me deu uma vontade . Vc ja sabe ne sou carnivora de pai e mae beijos Denise

Dani Alves Seade disse...

São 18h20, acabei de fazer um lanche, mas esse filé mignon abriu meu apetite novamente. Vou colocar meu marido na cozinha neste final de semana.

Fabiola disse...

Oi Angela.. a comilança foi boa, então! Eu também acho muito divertido sair com o marido, eles sempre exageram na quantidade de tudo. Nós não, ficamos preocupadas com as quantidades, quanto tempo vai durar, se vai estragar e com os números no fim da conta. Mulheres!!!
Mas, faça a berinjela, não se importe muito em cortar tão fino. Eu sou uma negação para as coisas que requerem coordenação motora (minha mão ainda cai na gargalhada até hoje quando eu tenho que cortar algo reto). A pessoa que vos escreve estava com a mão pesada e salgou o creme de ricota. Foi por este motivo que tanto falei sobre o sal lá na postagem. Cuidado mesmo.
Beijão minha amiga e espero que dê certo.
Fabiola

angela disse...

Andrea, e você acha que eu casei com ele porque? :-))) Como ele diz, tudode olho no "corpinho" e fortuna!:-))))) rá rá rá!
Hoje preparei uma lazanha com a carne moída!