quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Universitários, socorro! Popey chamando!

Seguinte, depois de tantas delícias entramos aqui em casa em acabar com o ritmo de brasil grande, ou de expansão. Estamos agora no sufoco: sai gordura desse corpo que não te pertence!E já começamos com essa delícia, pra mim, e comida do terceiro milênio pro marido, torta de espinafre.


Simples e ótima porém suave. Não foi boa ideia começar a dieta do marido com sabor tão suave, ele precisa  aguçar o paladar, livrar-se dos sabores fáceis das gorduras e sais. Então, MUITO espinafre refogado no azeite e alho. Bate tudo com meia ricota, sal qb, meia xícara de leite desnatado, nós moscada, pimenta do reino, uma gema de ovo caipira, duas colheres rasas de farinha de arroz. Acrescenta a clara bem durinha. Aí, unta o pirex com margarina light e farinha de rosca. Misture algumas nozes qubradas.Coloque metade da massa gostosa e verde na forma, sobre ela uma camada de cebolas caramelizadas, e o resto. Aí é forno e pronto.
Agora o pedido de ajuda: vejam como andam meus espinafres.
É Muito!! então preciso de receitas leves, nada de queijos ralados, cremes de leite, não vale. Ideias pra usufruir desse verde perfeito. Sei que corro o risco de ser confundida com o incrível Hulk depois de um tempo, assim como aconteceu no tempo das abóboras que uma amiga quis me indicar um hepatologista.

Ideias! ideias para espinafre!!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Quilos a mais, last but not least! comendo fora

Dizem que os últimos serão os primeiros e vou deixar por último a primeiríssima.


Então, Curitiba tem um bairro de lindo nome: Santa Felicidade!  e lá vários restaurantes que, segundo consta, servem rodízio. Fomos em um ENORME, parece que é o segundo maior restaurante do mundo. Chama-se Madalosso. Delícia! e ótimo preço. A coisa é assim, você entra e senta, aí começa o rodízio de massas e frango. A mão que aparece na foto é da minha Tia avó que tem 98 anos! E não permite que a ajudemos a entrar e sair de carros, descer escadas, nada!!
A massa com camarão estava divina e até nhoque com tomate seco me fez mudar de opinião a respeito de nhoques.. olha, é coisa para gente sentar e só sair de lá expulso. Mas, tive de ser educada...
 As tirinhas de polenta frita são um troço de bom! Algum dia volto a tentar fazê-las.
Uma das minhas primas (são 5) trouxe essa belezura para uma das refeições maravilhosas que a anfitriã produzia. Ela contou a história do bolo e de quem faz, mas , como bem notou a Gina, eu estava mais feliz que criança na Disney, então , me esqueci.

Na casa de uma das primas, provei o verdadeiro marron glacê.. HUMMM!! gente! é por isso que minha mãe gostava tanto da coisa e eu não! Eu só conhecia doce de batata, ah.. isso aí é passaporte pro paraíso! E essa pizza encomendada.. E eu lá, fingindo que sou educada, me segurando pra não dar uma de Smeagle. Perfeita!

Nesse lugar cheio de lojas turísticas, perto do bosque do alemão, na saída da torre dos filósofos (acho, não garanto, poucos dias, muitos parques!) além de camisetas de  lembrança para a menina, de um cafezinho, saquinhos com chips de banana da terra, mandioca e batata.. hum.. tudo bom demais da conta, comprei licores. Ainda não provei nenhum, várias garrafinhas. Lá oferecem vinhos para degustação, suco de uva natureba(bom demais!) personalizam rótulos de cachaça, vários chocolates gostosos , doces de alfarroba.. enfim. .. paraíso na terra!

 Pro marido, trouxe esse chocolate em forma de CD que ele devorou na hora! O prato ao lado foi em um restaurante a quilo delicioso na companhia da excelente poeta Etel Frota. (baixem os livros!)
Nos encontramos na Cidade da Música, onde acabei gravando meus poemas para irem ao ar dia 14 de dezembro (na internet também!! ao vivo e ao morto) na rádio educativa  às 11 da noite, creio,  (quando chegar pertinho aviso, aviso aviso!) A delícia do prato foi o filé de linguado à milanesa recheado de queijo... hummmmmmmmmmmmmmmm!

Aprendi o que era a tal cueca virada numa das maravilhosas padarias do Centro Histórico apesar de ainda não ver relação entre o nome e  a pessoa..
E, sim, finalmente, conheci a GINA!!! morram de inveja!! Não só a conheci como ela é legal, como ela me deu uma daquelas hóstias natalinas lindíssimas (mas a doida esqueceu de me avisar que estava dentro da sacola, o que até foi bom, pois além da hóstia ganhei um brinquedo:quebra-cabeça!) e seus biscoitos!! O de chocolate é daquelas coisas que devem entrar no último pedido dos condenados  à morte. Juro, pela minha saúde, nunca comi algo tão bom! e o outro está no blog dela hoje  
onde ela conta nosso encontro com muita propriedade até  mesmo mostra a flor de mel que é INCRÌVEL!!!!
E foi bom demais, em tudo. Tão bom que, quando entramos na catedral fomos saudadas por um coral de Aleluia! Aleluia! lindíssimo, emocionante. E ainda conheci a Desirréé, que é uma laurete maravilhosa!
Ah! vou voltar! sei que ainda vou voltar!

Enquanto isso, retomemos  a programação normal!

domingo, 27 de novembro de 2011

Quilos a mais, terceira parte: cafezinho com biscoito ou a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e artes.

A Prima já falou nos comentários do post anterior que vai mandar as receitas!
Já morei em BH, já morei nos EUA. Já visitei uns tantos cantos. Amei São Luis do Maranhão! com suas dunas de lençóis. Fortaleza é minha origem, lugar ótimo pra vida. Paris é lindo. Roma.. o começo de tudo. Mas me sentir seilácomo, talvezcomosedeláfosse, Londres e Curitiba. Se não de lá fosse, mas de lá devesse ter sido.
E é de lá a artista que pegou um poemeu e materializou. Rita é tão especial que não coloca seu nome nas suas obras, o selo diz:Atelier Ana Beatriz. Nome  que conjuga o antropônimo da belezura ruiva do clip da Banda Mais Bonita da Cidade e de outra filha sua!

Em seu lugar a gente vira Gulliver em Liliput!! Cadeiras, cestinhas, doces, tudo, TUDO confeccionado lá, por Rita e duas ajudantes. Rita fez um trabalho de registro de lojas curitibanas.
Em seu reino Lilliputiano, Rita nos ofereceu café e companhia. Reparei que em Curitiba as cafeteiras italianas fazem parte do cotidiano. E os cafés são bons. Talvez pelas pessoas que me serviram, pois, no Rio, conheci apenas uma pessoa que fazia o café na cafeteira sextavada e não gostava. A cafeteira da minha prima é linda e.. não pinga!!
Rita também fez um livro, e não sobre ela mesma, o livro de outro minimenino, Helio Leites .  E nos presenteou com o livro. E recomendou: vá à feirinha domingo, encontre  o Helio em frente da loja Gepeto.
Ah.. o endereço prometia!

Aí foi uma emoção daquelas!
Helio conta histórias, faz minipeças surpreendentes e conta histórias. A minha predileta é contada dentro de uma sapatilha de ponta. Nela, uma bailarina que gira, gira, gira.. sim, tudo tem movimento. " A bailarina era tão pobre, tão pobre que não conseguiu se inscrever no Teatro Guaira cuja inscrição é de graça" Como ele diz, frente à miniatura, adulto vira criança e criança vira adulto. E lá estava eu deslumbrada com o mágico das palavras e feituras!! Helio faz arte em palito de fósforo ,sorvete e lata de sardinha. Diz que é o verdadeiro milagre dos peixes, pois vende uma lata de sardinha por 100 reais.


Deslumbrada, caminhamos pela feira vendo o talento dos curitibanos. Como diz alguém importante cujo nome esqueci " a explicação da beleza de certos objetos artesanais está no fato de que o artesão já a repetiu tantas vezes que se livrou de seu ego."
(essa é a minha frase pra pensar da semana, veio de um livro que leio sobre peças mínimas de porcelana japonesa. Se o livro prestar,falo procês. Deve prestar,o autor é premiadíssimo e famoso,eu é que sou relapsa)
E continuo andando feliz e aí... UAU! O mais lindo pão de mel do mundo!! e segundo a senhora que os faz " se achou bonito ,vá ao Mercado e veja uns que uma senhora vende por lá, você vai achar os meus feios!" Será que todo curitibano tem essa linda humildade?



Tudo tão lindo e que delícia! escrevo tomando um cafezinho o pão de mel em forma de bota.. Infelizmente esqueci de fotografar os lindos biscoitos de gengibre em formatos natalinos e enfeitados que também comprei , deliciosos! o gengibre entra mesmo para surpreender! mas comi tudo, desculpe.


E aí, na ópera de arame, esse lugar mágico, um cafezinho com biscoito de canela pra ninguém botar defeito!
(achei a foto de alguns biscoitos de gengibre!)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Quilos a mais, segunda parte: quitutes da prima

Deus é pai! Imaginem que tenho CINCO primas que não conhecia! Conheci apenas a mais velha quando ela tinha uns 3 anos. Pois nos encontramos no Orkut, na comunidade de sobrenome e pronto. Aí, quando eu a notifiquei que iria pra Curitiba, imediatamente disse: vocês vão ficar aqui em casa!


E não disse que toda genética culinária da minha avó, da tia-avó dela tinha ficado com ela! Decobri que tenho uma prima perfeita: linda, trabalhadora seríssima, inteligente, culta (3 faculdades de duas pós!!!) chique, ótima mãe (filhos educadíssimos)  ótima esposa (casal amantíssimo) , ótima patroa, calma, educada , realmente tudo de bom. Pra completar.. como cozinha! E tudo pra ela é simples e fácil, até lava panelões depois da refeição com rapidez e eficiência!! Não pinga UMA gota d´água no chão!! Caramba, quando lavo uma frigideira a cozinha vira parque aquático.
 Sempre uma salada nos esperava colorindo a mesa.
 Aí.. veio essa Maravilha! Acho que já estava congelado, não sei: raviole recheado de queijo brie e pera!! É indescritível. Você come, se inebria, aí, sem quê nem pra quê, surge na boca um adocicado mágico.. hum...

Como ela tem dois filhos, e não faz frituras, perguntei se era pra me impressionar, pois, se fosse, tinha tido sucesso! Mas não era, comem assim diariamente e os meninos adoram. Sim, todos são magros, tranquilos e normais no sentido em que os meninos jogam games, vão ao colégio, ralam joelhos e se curam.
 Esse foi um dos "risotinhos": arroz arbóreo e camarão. Vi fazendo, não há truques! Ela fez tudo! Quando eu perder os quilos a mais, peço as receitas e passo!
 Claro, e as sobremesas. Aqui duas delas: morango e abacaxi. Ambas são semelhantes na feitura, no liquidificador algumas das frutas e creme de leite e leite condensado, depois, acrescenta os pedaços das frutas.  Fácil, rápido, chique e delicioso!  De outra feita (adoro falar isso, "de outra feita") ela colocou um sorvete de creme e fez uma calda de frutas vermelhas para se colocar por cima.. humm..

Bem, esse aí em cima é um luxo! Um empadão de queijo que... não afunda!!! Assim que saiu do forno eu fotografei, pois estava lindo com medo que afundasse. Mas ela, tranquilamente me disse: não afunda não..
Não acreditei. Mas era verdade! Alto, fofo , lindão. Ah.. essa receita eu vou pegar, esqueci de pegar mas vou!
 É isso mesmo: filé mignon suíno com molho bar-b-q.  Não precisa dizer mais nada né?
AAAAA!! hum.. maravilha!
Last, but not least, seu carro chefe: risoto de limão com filé de peixe "perna de moça". Gente, que peixe é esse? Que coisa boa! Não tem espinha! como é que o bicho nada? Suave, maravilhosa combinação com o risoto de limão.

Certo, ok, algumas das comidas que seguem eram facilitadas no momento da compra, mas ela fazia assim: Com licença, vou fazer um risotinho e já volto! E era verdade!

Espero que eu não tenha causado vergonha, eu me servia sem encher o prato e repetia. Educadamente, mesmo querendo fazer que nem o Smeagle , agarrar o prato e dizer" my precious!""

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Quilos a mais!! primeira parte

Morreram de saudades minhas? Rá rá! duvideodó!! Buáa!! ninguém gosta de mim!!!
Mesmo assim vou contar.
Gente,quero morar em Curitiba!
O Máximo!! lindo, limpo, pessoas educadas, ruas praticamente vazias na hora do rush, sem engarrafamento, bárbaro!
Mas estou fazendo tudo ao contrário. O começo de tudo primeiro.
Então, peguei o ônibus, dormi a viagem inteira ouvindo Teatro de Mistério, que é o meu sonífero(adoro!! baixei todo!) e é ótimo porque nunca fico sabendo quem matou quem pois já durmo antes.
Quando fui pegar o avião, surpresa! gente pra caramba e a mocinha da companhia aérea estimulava: " sei não, minha senhora, se eu fosse a senhora eu não ia hoje não, sabe como é, choveu, está tudo atrasado, não garanto a sua conexão, mas a senhora que sabe..."
Com tanta boa-vontade e excelente auspícios, é claro que marquei pro dia seguinte.
Resolvi então fazer turismo no Rio, me mandei pro centro da cidade para ver o prédio onde ficava a joalheria do meu bisavô. Me emocionei. Em homenagema a ele fiz um lanche na padaria próxima. Entre as delícias, destaque para esse UAU! doce de amendoas. Acredito que tenha sido feito assim: massa folhada, sobre ela, amendoas em lascas, bastante, tostada na frigideira com açúcar mascavo, e tudo isso sobre a massa e forno na maravilha.  Adocicada, porém não muito. Perfect!!!
 E fui,claro, visitar meu filho que se casou! A sogra dele voltou do méxico e trouxe esses doces com forma de caveira. Na realidade são doces de batata-doce com anilina e enfeites, porém.. estão vendo o que há atrás deles? Hum... ah! assim que perder os quilos a mais farei! é pé-de-moleque porém, em vez de amendoim, sementes de abóbora!!!! Amei!!
Assim o primeiro dia se passou, com os velhos e os novos familiares. No dia seguinte, eu já com uma malinha de rodinhas que custou 35 reais na rua da  alfândega(sim, a roda já quebrou) lindinha, vermelhinha, sem medo de ser feliz ou de perder a conexão e ficar dormindo no aeroporto de campinas, vejo o Sérgio Malandro no aeroporto de boné virado ao contrário!  entro no avião e fui abençoada com a companhia de lugar de, nada mais, nada menos, Marina Colassanti! Conversamos pouco, só um pouco, pois ela estava entretida em uma conversa com alguém muito mais inteligente que eu, Coetzee, que, aqui pra nós, eu nunca tinha ouvido falar, psiu, não espalha! e, é claro que saberei em breve tudo, tudinho e vou poder trocar algum tipo de ideia em vez de ficar com cara de idiota falando " ah é é.., ah é é.."
E esse início é só começo:-)))))))))))))))))) rapidinho pra matar as saudades. Muitas gostosuras surgirão!

domingo, 13 de novembro de 2011

Rapidinho, Tudo de bom!



Eita coisa boa marido que gosta da gente! Falei em GOSTAR e não em amar. Pois amar é ótimo, muito ótimo, mas há quem ame sem gostar e quem goste sem amar. E aí ele me fez essa surpresa, me deu o livro A Rainha que virou pizza. Claro que o título se refere á famosa pizza Margherita. E há outras tantas novidades. Ora, sempre acreditei no livro A Cozinha de Da Vinci que atribuía ao mestre a invenção do guardanapo. Mas o autor diz que não é nada disso , que já havia guardanapos antes e... 

Vale a pena apesar do projeto gráfico. Não entendi a escolha. As ilustrações estão lá apenas para o texto respirar, não ajudam em nada , infelizmente, a compreensão do texto. E olhe que haveria o que ilustrar! Tantas informções históricas com referências gráficas! Mas enfim, nada é perfeito.

Então, lembra do lance tostadinho, crocante? Pois é, não é que me deu preguiça de fritar bolinhos de batata ( que antes eram purê de batatas)  e os fiz na grelha e ficou maravilhoso? Bárbaro! Deliciosos! e mais saudáveis, convenhamos.

E a primeira foto é de uma maravilhosa, deliciosa torta salgada.
No liquidificador bata dois ovos, (se quiser coloque 3 mas eu sempre escolho por menos) meio copo de margarina derretida(ou manteiga ou óleo) e um pacote de sopa ou creme de cebola e uma lata de milho sem o liquido, 1 xícara de leite.
Bateu? derrame em um recipiente e coloque  2 xícaras  de farinha, uma colher de fermento. Pode ser de sobremesa. Veja se está bom procê, e derrame sobre uma assadeira untada. Pode enfarinhar, pode colocar farinha de rosca, como quiser. Aí, por cima de tudo coloque queijo de qualquer tipo ralado e tomate seco.
Forno nele! HUMMMMMMMMM... lanche com as amigas está garantido ! E marido retribuído, claro.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Por cima da carne-seca!

Dizem que tudo na vida tem sua primeira vez. Espero, sinceramente, que não. Espero, por exemplo, nunca ter de esquiar na neve, me jogar em um bungee jumping, se é assim que se escreve, ver a vista do alto da Torre Eiffel ou comer cérebro de macaco.
Mas fazer carne-seca eu tinha vontade.
Morria de inveja da vovó Cristina com suas carne-secas e sorteios que NUNCA ganho, e falando da melhor carne-seca do Brasil.
Então, comprei carne-seca naquele açougue local, fabricante, cuja foto postei.
Aí, fui aprender a dessalgar.
Segui direitinho as instruções de um site: na véspera, deixar em água fria, dentro da geladeira, em cubos, e trocar de água de 4 e 4 horas. Troquei até no meio da noite!
Dessalguei?
Sim.
Não era pra dessalgar? então, dessalguei TOTALMENTE, tive de colocar sal... fazer o quê?

Com a carne dessalgada à minha frente, meti-a por 30 minutos na panela de pressão. Ok. O que temos aqui? uma carne estranha sem sal.  Tasquei sal, meti no processador. Refoguei no alho e cebola. Provei. Vi que era bom.
Prossigamos.
1- Bolinho de aipim! o aimpim maravilhoso já estava cozido com sal, então foi amassado. Mas quem fez isso foi a Raquel, e havia alguns pedaços, que tentei amassar com o garfo. Muito difícil ficar lisinho.
Todo amassadinho, duas colheradas de queijo parmezão ralado, um ovo, um tico de farinha de trigo. Fui colocando na palma da mão, metendo  um pouco de carne-seca fechando, passando no ovo batido com um pouco d´água (não sei porquê, botei água porque muita gente bota e sou macaca de imitação) e na farinha de rosca e óleo quente.
Sim!! muito bom.
2- Abóbora já cozida, misturada à carne refogada: ótimo! o homem comeu tudo.
3-Restinhos de abóbora com carne-seca e de aipim, mais um pouco de fermento, forno. Bolinhos ótimos! aliás, muffins, é assim que chamam bolinhos, né?
4- arroz vermelho cozido, pronto, um ovo, um tico de farinha, a mesma operação do bolinho de aipim, recheio de carne-seca , frito, um quibe de arroz vermelho recheado. Ótimo!
5- aqui na região não existe banana da terra, e eu estava com vontade de experimentar a mistura.. então, peguei o arroz vermelho e misturei com uma banana prata amassada e recheei o bolinho com carne-seca e fritei.. HUUUUUUUUMMMMMMMMMM!! bom demais da conta!!!


Assim, o dia terminou, porém eu continuei a sentir o cheiro de carne durante dois dias. Dois dias!! O marido achou que era cisma. Memória olfativa. Sei não.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Vou conhecer a GINA!!

Menina, sebo é pouco! estou vibrando pois vou para Curitiba, aí,já viu, vou conhecer a Gina e quero um NACO, claro.. rãm.. já ameacei: se eu não provar alguma coisinha dos quitutes dela vou inventar um monte de mentiras, vou dizer issos e aquilos! Rá rá rá!
Estou me sentindo criança que vai à Disney, só estive em Curitiba duas vezes na vida , mas não contam. Agora sim! e pelo que vejo na NET dá vontade de morar lá.
Tenho amigas virtuais que moram lá: a maravilhosa Regina do Naco ; duas Lauretes (fãs de Laura Ingalls); e duas artistas plásticas maravilhosas: uma delas fez uma obra a partir de um poema meu e a outra foi minha companheira de bagunça numa exposição em Roma que participamos!
Estou antecipando a felicidade como criança em véspera de Natal!

Então, ando em fases de variação sobre o mesmo tema.. Denise Anônima, calma, não me mate, mas o peito de frango voltou!!  Então, o quilo de peito de frango foi cortado em cubinhos. E dois pratos deliciosos aconteceram:

1- uma linguiça de porco sadia cortada em pequenos pedaços com um tico de azeite e aí é acrescentar os cubinhos de frango e fritar.

2- No dia seguinte, a outra metade do frango com dois polenguinhos e...ó!! Descoberta!! Polenguinho não derrrete!! Certamente derreterá a 350 graus centígrados, temperaturas para ferreiros.. mas pra fogo normal não, então, uma colherada de requeijão light Paulista fez o truque!!

Eu vou, eu vou, vou pra Curitiba eu vou, lará lará, lará lará, eu vou, eu vou!

sábado, 5 de novembro de 2011

sequinho, torradinho e crocante! Refeição completa!

Minhas palavras prediletas na alimentação!
Então, o marido fez a carne moída, certo?
E ela virou ... lasanha! Faço pra congelar .  E bem fácil: um pacote de massa Amalia dá pra 5 quentinhas dessas e sobra um pouco. Quase um quilo de muçarela, duas latas de pomarola com um pouco de água fervidas, quase um quilo de presunto e o tanto de carne moída a gosto. Dessa vez, fervi a carne moída , que estava congelada , junto com o molho.
A massa tem que estar no ponto, mais pra durinha, senão fica molenga, um nojo.
Unto as forminhas, e lá se vão as camadas: massa, 3 folhas de presunto, queijo (ralar antes é uma boa) molho ( não muito, o suficiente para molhar, não encharcar senão fica um nojo e pode dar coceira no céu da boca. Odeio quando isso acontece! )
Lembrando que a última camada não pode ser nem de massa nem de presunto. Pronto, forno  e congelar. Mentira, uma colherada de leite pro tomate não ficar ácido.
E depois, na hora de esquentar, o forno elétrico é a melhor opção, pra ficar sequinha, um tanto torradinha e , quem sabe, com pontas crocantes!

Outra coisa boa é a berinjela.. .ai ai ai.. já tive de procurar se lasanha era com z ou com esse, e como é mesmo que se escreve muçarela e agora a berinjela, beringela.. Lembrou-me meu filho Pedro, que, quando criança, ao não conseguir falar seu nome, dizia "Peedo", e meu cunhado o perturbava imitando, decidiu que seu nome seria Tadeu.
Pois daqui a pouco eu viro a Policarpo Quaresma e mudo tudo!

Um petisco delicioso! sequinho,torradinho e crocante! cortar as moças bem fininhas em rodinhas, envolvê-las em farinha  e sal e colocar no forno. FIM
E pode melhorar!  como o tabuleiro deve levar um fio de azeite pra não grudar( e mesmo assim gruda), é interessante passar o verso pra frente e vice versa. Nesse momento, que vire Pizza! um nada de queijo, um tanto de orégano, um tomatinho ou molho.. hummm
 Agora chegou a hora da sobremesa!
Adoro gergelim, e andei fazendo umas experiências. Torrei um tanto. Parte dele virou manteiga de gergelim, bem interessante. Outra parte gersal, ótimo. Mas, com açúcar mascavo derretido na frigideira.. Ótimo pra quem tem bons dentes! Amei! E a bolinha, foi com mel. Deliciosa também.

Claro que o cafezinho não pode faltar, e, para acompanhar um bolo. Que alegria é tirar um bolo do forno! Bolo de bolo, só um pouco de casca de limão pra dar a impressão chique. E ele fica sequinho, massudo se feito assim: 2 ovos, meia xícara de leite, duas colheres cheias de margarina, 2 xícaras de farinha, uma colher rasa de fermento em pó, menos que uma xícara de açúcar. Bater tudo na batedeira por 4 minutos velocidade alta. A massa grossa vai para forma untada e enfarinhada. O forno quente recebe a forma, aí a gente abaixa o forno e marca 35 minutos no timer. Pronto!
Porém, dois dias depois, ele está ainda firme e bom.. e aí, eu coloquei na grelha.. amei!
 Em geral, se o bolo fica mais ou menos ou sola, ele vira biscoito, na boa. Só partir fininho, colocar no forno em um tabuleiro e pronto. Mas eu só queria uma fatia e coloquei na grelha sobre o fogão. Bom demais da conta!!