domingo, 1 de janeiro de 2012

2012

E aí? preparados para o apocalipse?
É esse o ano!! Já falei para os filhos que esse ano eles serão obrigados a passarem o dia 21 comigo.
E terminei o ano inagurando receitas e vendo o melhor filme do mundo. Já assistiram Um conto Chinês? Acho que tudo que esse ator faz é sensacional. Nesse filme, a comida deles é engraçada. O protagonista cozinha. De café da manhã toma café com pão , só. Quando faz sua primeira refeição é um bife a cavalo, creio que na argentina seja diferente do nosso, pois ele fala em batatas verdadeiras. Quando pedem comida chinesa não dá pra ver o que comem. A moça os convida para uma refeição que vai preparar cujo nome não lembro, leva de tudo! deve ser um cozido, pois eles chupam ossos, tutano, enquanto comem. E uma das refeições .. só chouriço, salsicha e testículos! Mais nada.
O filme é bárbaro.

Mas não foi por ele que inauguro o ano e sim com duas inaugurações maravilhosas: o tal da focaccia e um bolo invertido!! Começo pelo bolo. Minhas macieiras estão assim, como dá pra ver na foto: carregadas! Muitas maçãs para mim e para os pássaros. ( a foto foi tirada ontem) Mas maçãs de quintal não são que nem as de supermercado, pelo menos as minhas. São mais ácidas e mais duras. Não dá pra comer com casca, por conta da cica. Mas sem cascas são otimas. Assim, enchi um saco de lixo de 40 l com elas e pensei o que fazer.. faço sucos, coisas.. ah! bolo invertido!
Eu tenho um problema de nascença: não consigo seguir receitas! Eu dou uma olhada, me inspiro e faço. Então, cozinhei montes de maçãs com açúcar mascavo na panela de pressão. Suave, pouco açúcar.  E elas ficaram ainda firmes. Um pouco de canela também.

E o bolo fiz com meia xícara de farinha integral, uma bem cheia de farinha comum, canela,açúcar mascavo, duas colheres de margarina , uma colher de sobremesa de feremento, uma de leite(desnatado), 2 ovos, tudo batido na batedeira e fui colocando a água do cozimento da  maçã até dar o ponto.

Aí deu-se a "melódia". Lendo sobre bolos invertidos falaram que havia de se fazer uma calda de açúcar (ou karo) primeiro. Como não há karo por aqui, vai açúcar mesmo, e fiz com a água do cozimento da maçã .. ok, quase perfeita. Mas  como já tinha preparado aquela assadeira  que o fundo sai, a calda foi na panela. Muito bem.. coloquei no fundo solto arrumadinho  as maçãs e a calda.
Pausa para o QI: se o fundo é SOLTO é porque há algum encaixe o que significa grande possibilidade de um vazamento de calda.
Foi o que aconteceu.
Fumaça sainda do forno e aquele barulh.. tchhh.....
Rapidamente, abro o forno e coloco a forma dentro de uma assadeira. Marco o timer e a vida que segue.
O bolo ficou pronto! leio de uma blogueira "achei muito fácil desenformar" e umas diziam que tinha de ser quente, outras morno.
Achei melhor MORNO. Ah.. mas eu disse que a forma era solta? pois é.. Como pegar uma forma quente de dentro de uma assadeira, de dentro de um forno, virar em um prato, sem escorrer a calda..
e lá estou eu xingando na cozinha quando o marido prestativo surge:
- Eu ajudo!
Sim, fiquei feliz. Ele sugere:
- eu vou levantar a forma com as espátulas e você pega com as luvas termicas..
Nós dois em frente a uma assadeira.. sim, mas um tal de Newton já disse que dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço! Principalmente quando um deles tem 1,85m e 130 kg! Além de ter sido feito com duas mãos esquerdas.. lembra-me um pouco  Hagar.  No bom sentido, claro.

Enfim, para a alegria das formigas, conseguimos! Aí provei, aprovei e fotografei!!
Aí, as formigas me lembraram que seria uma boa ideia guardar na geladeira, e , para tal, em recepiente com tampa.. e recomeçou a maluquice, tirar a chapa debaixo do bolo (com ela não cabia em pote algum e olha que sou a Senhora dos Potes!) e colocar sem quebrar num pote!

Mas valeu, é uma delicia! o bolo ficou molhado mas firme, massudo, ótimo.
E aí, aqui chove, pão, compras nem pensar. Estou ilhada. Resolvi fazer focaccia, lindo nome.
Leio daqui, leio de lá.. ora, é um pão aberto, só isso.
Então na máquina de fazer pão coloquei uma caneca cheia de leite em temperatura ambiente, meio quilo de farinha de trigo sobre ele, um tanto de azeite (acho que umas duas colheres de sopa cheias) duas colherzinhas de chá de sal, meio pacotinho de fermento pra pão em pó, 3 colheres rasas de açucar, uma colherzinha de alecrim outra de  tomilho e botei pra amassar.
Quando apitou estava linda! fofa!
Numa forma untada de azeite, coloquei a massa aberta no rolo(enfarinhando antes a "superfície de trabalho" e o rolo para gaudio das formigas) e deixei esperando no forno fechado. Voltou a crescer lindamente! aí, meti o dedão em vários pontos, coloquei sal grosso por cima( não achei que havia necessidade , mas como dizem que é pra fazer, fiz) por cima cebola já caramelada no azeite, um pouco de frango esfiapado com azeitonas, tomate seco e forno por meia hora. AMEI!!  o melhor pão, JURO, que comi na vida!! estou me sentindo que nem o João Ratão, querendo tudo e sem azia, nada!! massa perfeita, saborosérrima.
Um ótimo início de ano!

8 comentários:

Andréa disse...

ANGELA QUERIDA,
TENHA UM FELIZ 2012 JUNTO A SUA FAMÍLIA!
BEIJOS..♥

Anônimo disse...

Oi! Eu tb adorei o Conto Chinês, tb persigo (no bom sentido) o Ricardo Darin, adoro tudo o que ele faz (vc já viu o Segredo dos Seus Olhos né?). Agora, com o seu post, fiquei com vontade de duas coisas: de ter uma macieira no quintal (ou de ter quintal, rss) e de fazer a focaccia. Acho que a focaccia vai acontecer antes :)
Bjs e um ótimo ano para vc!
Leticia

"Manjares da Manu" disse...

Olá, sortuda!!!!
Já te enviei um e-mail!!!!

Bjs...

angela disse...

Manu!! e eu já respondi!! Caraca, que coisa boa começar o ano assim!!

Letícia, você é a minha sobrinha ou outra Letícia? Eu adoro seu nome, quer dizer Alegria, além de haver aquela canção.. ahh.........cantada pelo...ah.... Alain Delon na época em que ele ..ah... era um pouco mais jovem. :-)) Ó, não veja um do Darin em que ele é biologo e tem uma filho/filha hermafrodita, sei lá. Sei lá porque larguei no meio!!
Andréa!!! obrigada!! sim, tomara, tomara tomara!

Chris L. disse...

Tem um bolo muito bom em que se paroveita tudo da maçã: casca, polpa, meio com sementinhas, só não vai o cabinho.
Bolo com sabor e perfume de maçã (já fiz muitas vezes com sucesso): Descascar e tirar o meio/sementes de 3 maçãs e colocar tudo que não é polpa no liquidificador (separar da polpa que se corta em cubinhos e reserva para o final) com 4 avos inteiros, 1 xicara de açúcar, 1/2 colher de cafezinho de canela, 1/2 xicara de óleo. Bater bem no liq. Juntar numa tigela a 2 xicaras de farinha de trigo, 1 colher de sopa de fermento químico. Mexer bem e juntar os cubinhos da polpa das 3 maçãs. Colocar em forma de buraco untada e polvilhada com acúcar e assar em forno médio por 35 minutos.

Josy disse...

Olá Angela, adorei seu texto e seu relato, da briga com a assadeira kkkkk
Muito bom, ainda bem que tem um marido prestativo e que te ajudou. Linda sua macieira, seria ótimo se eu tivesse uma, adoro maçãs. Seu bolo ficou um espetáculo e já o imaginei acompanhado de um cafézinho. Gistei muito. Bjocas

Teté disse...

Angela, vocÊ que gosta de livros com comida, já leu Mil Dias em Veneza e Mil Dias na Toscana?
Ambos deliciosos, escrevi sobre Mil Dias em Veneza: http://escapismogenuino.wordpress.com/2011/01/28/mil-dias-em-veneza/
bjo

angela disse...

Ainda não,Teté tenho o minha casa na toscana, que tammbém é saboroso! Eu me candidatei a lê-lo, no sorteio da Renata, mas perdi pra Gina!!!