sexta-feira, 15 de junho de 2012

Lei de murphy, se pode piorar, porque não?

Fiz uma descoberta que vai revolucionar a medicina e a educação. Acumputuristas,  testem!! Há uma estreita relação entre o segundo dedo do pé direito com a inteligência. Se este vínculo é quebrado a gente emburrece.
Espero que ninguém passe pela experiência que estou tendo, mas fica o aviso.  Se filho, familiar quebrar o dedo, não esperem nenhum brilhantismo por parte da vítima e nem mesmo em respostas fáceis.

A coisa é séria.
Condoam-se!
Resolvi fazer um sorvete, inventar um. Minha mãe fazia um sorvete simples para dia sem sobremesa que era uma delícia, quer dizer, mandava fazer. Era caramelado.  Cheguei  a perguntar a ela a receita, e ela já tinha se esquecido. Enfim, resolvi desvendar o segredo e quase consegui.
uma xícara de calda de açúcar
um litro de leite fervido com uma gema , uma colher de maizena e outra de manteiga.
Misturar aos poucos, deixar gelar. Acrescentar a clara em neve , congelar, bater, congelar ou simplesmente usar a sorveteira.

Ficou uma delícia! suave, mas ainda não é o sorvete da minha mãe. Talvez por eu ter usado leite desnatado e, na infância, era leite gordo mesmo. Talvez por eu ter acrescentado uma colher de baunilha, não sei. Mas ficou muito bom, bela cor e perfeito para o acréscimo de qualquer calda.

 Até aí estou parecendo inteligente, não é mesmo? Ah! mas nada é o que parece! Pois em vez de guardá-lo de volta no freezer ou congelador, meti o dito na geladeira. Na hora da sobremesa .. oh! calda, só calda. Já congelei  novamente e vamos ver no que dá .

E a estupidice não parou por aí. Fiz essa delícia abaixo. Hum... bom demais! um simples purê de batata doce (apenas amassada , no ponto) e um refogado de peito de frango no ponto certo de sal por cima e forno. Mas, o efeito dedo do pé e inteligência me fez não untar o pirex. Tá, ficou uma casquinha deliciosa depois de pegar a faca e raspar e quase furar o dedo.
Pensa que acabou? Rá! quem dera! Após ter sido devorada na perna com a bota-  pois meti-a no meio das formigas de correição.(quem sabe o que é isso sabe o que queima) e ficar desatando os dez mil velcros e os colando nos cabelos, na cadeira , uma loucura, fui fazer waffle, já que estou sem biscoitos para o cafezinho. O mel estava açucarado e, em vez de colocar em banho-maria, coloquei , tampado, no forno de microondas, coisa que estou acostumada a fazer, e dá certo.
 Dava.
 Ploc! ouvi.
 Abri a porta do aparelho. Lá se foi mel abaixo e abaixo ficam os dvds..

Bem, estou escrevendo isso agora porque só agora o olho desinchou de tanto chorar. Buá!!! quero minha mãe!!!


10 comentários:

Anônimo disse...

Minha cara ( amiga ) te chamo assim , porque vc entra em minha casa quase todos os dias atraves do seu blog. Ja que o negocio ta feio assim , vamos combinar o seguinte ... por esses dias melhor ficar no arroz , feijao , legumes e um simples franguinho ta. Para sua segurança e para nooooooooooossa alegria . Beijos e fique quietinha ta.Ja ia me esquecendo Denise ( a anonima ) kkkkkkk

desiveloso disse...

Amiga, a dor congela as ideias, já quebrei meu joelho, falo com conhecimento.Muita coragem sua estar cozinhando, eu já teria feito o marido lotar o freezer de comida congelada!!!Beijos e se cuida!

Anônimo disse...

nãooooooooo! nãooooooooo pare! risos: o segundo dedo do pé é o responsável pelas censuras variadas: com ele avariado você escreveu um texto óttimo e criativo.; dane-se o resto! Denise (a de sempre)

Valéria Ferro disse...

Angela, você está parecendo uma criança desvendando o mundo kkkk que isso amiga??? Compra um bom tercinho e ve se resolve kkkkkkkkk
bj e fique com Deus e se cuideeeeeeee
Valeria

angela disse...

Meninas, é isso tudo. Sim Desirré, a dor congela as ideias, sim Valéria, preciso de um terço pois hoje, fui pegar uma cenoura na geladeira e dei um jeito nas costas!! Terço ou que encontrem logo o raio da fonte da juventude!!! Só acho difícil Denise e Desirré é ficar sem cozinhar, pois tenho bicho carpinteiro. Hoje o marido chega. Raquel faz o frango a milanesa, o feijão, o arroz mas eu vou pro suflê de abóbora e pro pão!

Valéria Ferro disse...

Angela querida, vim te desejar uma semana em paz por ai e também te pedir que se cuide.
Meu enteado arrebentou o joelho, jogando polo no quartel e sei bem como tudo fica mais dificil.
Bj menina e obrigada pelo carinho
Valeria

Valéria Ferro disse...

Angela , estou em pânico aqui...estou tentando desde manhã entrar lá e nao consigo .....nao entre amiga, eu te aviso quando voltar ao normal.
bj e me desculpe
Valeria

Denny Baptista disse...

Oi Angela!

Olha, eu adoro coz\inhar! Mas vez ou outra faço umas boas trapalhadas, e olha que nem precisei quebrar o dedinho do pé, hein?
Hahahaha...
Adorei a ideia da batata doce, vou testar qualquer dia desses!
Mas não chore, aposto que tu faz muitas outras coisas deliciosas por aí!

Beijão!

wair de paula disse...

Pense que sempre ns lembramis das coisas que deram errado mas que geraram boas risadas - ou, neste caso, um ótimo post. Abraços

Jussara Neves Rezende disse...

Tadinha! Sei o que é querer a nossa mãe! Mas, cá entre nós, passados os erros... o texto resultou super divertido!
Abraço!