quinta-feira, 14 de junho de 2012

O Rio de Janeiro continua lindo

Mas quebrei o pé. A maior caipirada. Fui pra praia, meio que chovia ou não, feliz da vida pra caminhar, ir até a feira hippie. Pimba no chão! Tropecei na ciclovia ,então, que eu não leia a palavra sustentabilidade durante um tempo! estou com ódio, me deu vontade de que as ruas fossem lisas, sem meio-fios, sem bicicletas. Depois passa, mas hoje estou como ódio. Dia de louvar chisitos com ki-suco.


Bem, mas fiquei com o filho e a nora, e céus! como eles cozinham bem! O filho fez o salmão, é ele que está cozinhando na primeira foto. Que delícia! Primeiro deixou o salmão na geladeira com sal . Aí fez esse belo refogado com azeite extra virgem, cebola , alho, louro e nele colocou o salmão. Que maravilha!!!! No prato, além do salmão, uma camponata que a nora faz com berinjela e abobrinha e muitos temperos e deixa na geladeira e uma  pasta de grão de bico com tahine deliciosa! em casa, praticamente trocaram o arroz por isso. E a combinação dos sabores foi surpreendente!!!

Mas , antes de eu quebrar o pé, eu tinha almoçado no restaurante Traiteurs de France Que maravilha!! Pedi o prato mais simples e barato: filé de frango grelhado acompanhado de feijão, batatas coradas e arroz.
Quer coisa mais besta que isso? Rá! o frango era de se comer ajoelhado agradecendo a Deus o paladar! as batatas coradas.. céus! o que é isso? o que eu comi até então na vida não pode ser a mesma coisa! tudo quente perfeito, e se não fosse tão bom daria para duas pessoas bem comportadas pelo preço de 19 reais.
Minha mãe era apaixonada pelo local. Comprava sempre os salgados, cujos preços são mais salgados para salgados. Mas, engraçado, não gostei tanto assim.

Ao lado da clínica ortopédica fica a Cobal do Humaitá. Que decepção! Quando meus filhos eram pequenos era lá que eu fazia as compras de legumes, verduras e frutas. Uma festa para os olhos!  Agora, só tem uma banca de frutas, vários restaurantezinhos com cadeiras plásticas.  Fiquei assustada pois leio em vários blogs como estaria sendo um lugar de encontros, legais.. olha, é que as pessoas se acostumam com ruindade, só pode, ou a cerveja realmente estraga paladar. Você vê as fotos AQUI e tem uma ótima impressão. Pf! Sujo, descascado, escuro, horrível. Acho que devo ter ido no restaurante do mercado. O camarão delicioso o resto.. bleargh. Um peito de frango com molho de damasco totalmente sem sal, como se pegassem o peito de frango congelado e tascassem na água com sal e dourassem e depois colocassem uma calda. Sem gosto mesmo. Tabule horrível, arroz de brócolis sem gosto.  Mas, provei em uma cafeteria cuja dona é uma simpatia, o novo picolé sorvete Italia que tem uma casquinha de chocolate com amendoas e , por dentro, sorvete de creme com um pouco de chocolate trufado.
Ó. A coisa é séria. É BOM DEMAIS!! a dona do estabelecimento avisou: é uma delicia mas não leia as calorias pra não deprimir.  Não encontrei nenhuma imagem dele nem no site da empresa. Devem ter comido todos.
Sou fã do sorvete italia desde de sempre. Eu costumava ir na fábrica em ipanema e comprar muitos, muitos mesmo, e encher o freezer de picolé. Os meninos adoravam. Todos os sabores são ótimos.  E o preço maravilhoso.
Pra finalizar, a última foto que tirei antes de cair e quebrar o pé. Agora estou em casa com uma bota que custou o olho da cara porque só tem safado no mundo que se aproveita de pessoas indefesas com pé quebrado pra extorquir dinheiro (cobraram 270 reais a bota no Creb. Sim, eu não precisava ter comprado lá, eu poderia sair pulando num pé só escada abaixo e comprar em outro lugar pulando em um pé só ou encomendar no submarino por 165 reais uma igual ou por 75 reais uma que pega só a parte do pé mesmo e , enquanto não chegassem, ficasse na casa do meu filho pulando igual a um saci quebrando logo tudo pois eu não sei mais pular tão bem assim. E, certamente, eles seriam vistos como loucos pois a nora já dá aulas de dança do ventre particular o que gera alguns pulinhos. Mas ela é leve.. já eu...)

5 comentários:

Valéria Ferro disse...

Menina do céu.quebrar o pé ninguem merece...
Que delicia de comida que o filhão e a norinha fizeram hein amiga.Me lembrei do meu enteado que está ai no Rio fazendo um curso pelo exercito e só volta em dezembro...ele reclama demais das comidas dai ....
bj menina e se cuida hein
Valeria

Isadora disse...

oh que coisa chata de quebrar o pé!!

sou do Rio e amo esta cidade!

adorei o post!!!

http://deliciasdaisa.blogspot.com.br/

Jussara Neves Rezende disse...

Angela - nome lindo, o nome da minha filha!
Vim retribuir a visita... xereteei bastante e parei aqui para comentar por dois motivos: isso de quebrar o pé, menina... que coisa! Entendo perfeitameente o ódio do momento. Uma vez torci violentamente o pé num desnível da calçada, em Poços de Caldas, cidade que amo, mas tb senti ódio... vez em quando (passados anos!) ainda dói, acredita? o motivo outro: a comidinha gostosa do filho e da nora... hummm... deu água na boca!
Como vou dar um jeito de te seguir, espero que a gente se encontre mais vezes para dedos de prosa e cafezinhos... rs
Espero que vc se recupere rápido e bem!
Abraço da
Jussara

Jussara Neves Rezende disse...

Sobre o Zafón... se fosse vc eu insitiria... há frases tão poéticas que por si sós justificariam a leitura... mas o enredo em si é muito interessante... principalmente para mim que gosto um tanto de mistérios... rs
Abraço!

Rosana Albuquerque disse...

Olá!!
Passando pra te desejar melhoras,se cuida...Adoro ler seus posts e sempre que dá passo por aqui..Bjinhos.