sábado, 1 de setembro de 2012

Escolhe a balinha, escolhe a balinha

Bala diet! Pefeita! jujuba, que coisa boa!


Basta 200ml de água, 1 pacote de gelatina incolor sem sabor e 1 pacote de gelatina colorida. Aí se coloca em forminha de silicone e geladeira. Rapidinho está pronto! Delíciosa! Essa aí fiz com gelatina diet de uva, bala sem culpa! Imagino que dê pra fazer tipo jujuba se molhar um pouco e passar açúcar cristal e esperar secar. A forma eu comprei em loja de 1,99, comprei as duas que estavam lá, bem baratinho, lindo, né?

Essa refeição não é só pra tirar onda não. Além desse aipim delicioso amarelo tostado no forno com azeite, uma salada temperada com molho de framboesas , tudo daqui, delícia, um patê de sardinha com tomate Gomes da Costa. MUITO bom. Suave, gostei mesmo. Aquele  biscoito de arroz que tinha gosto de papel , mas com milho, (papel com milho é mais legal) ficou ótimo com o patê. É suave  mesmo.

Hoje colhi mamão verde e fiz doce de mamão verde com garapa. A receita está aí embaixo, como dessa vez eu não passei no mandolim, foi no ralador mesmo, sobrou. Aí fiz uma parte com açúcar mascavo. Raquel gostou de ambos, mas eu ainda achei doce, então, dessa vez, coloquei limão rosa junto. Ficou bom pra caramba!


Descrição:

É impressionante como meu paladar mudou.. Não gostava de todos os doces caseiros, fazia feio em Cosme e Damião. Cocada preta e só. 
Ah.. mas hoje.. hum.. Que felicidade é ter paladar! Essa receita peguei no excelente blog Come-se, feito pela fantástica Neide Rigo. Mas não deu pra fazer igual ao pai dela..

Ingredientes:
1-mamão verde
1 l de caldo de cana
opcionalmente uma laranja

Instruções:
O mamão tem que estar verde mesmo. Grande, firme e verde!
Coloca-se o caldo de cana pra ferver. Veja se consegue reduzir à metade. Se conseguir engrossar, melhor ainda! É o correto. Mas em fogão à gás é um gasto de gás louco, né? Em fogão à lenha aí é deixar, mexer de vez em quando, ver como está..
Acho que ficou umas duas horas fervendo. 
Cansei de esperar! peguei o mamão, e raspei a casca com aquele raspador de casca mesmo, fininho.. as cascas vão saindo fininhas, enroladas e o cheiro de verde inundando tudo! chega a dar barato! parece que você está na floresta amazônica! que odor maravilhoso, forte, firme! 
Aí você lava bem. Parte ao meio e tira os projetos de sementes, que coisa linda! um mundo branco, branco mesmo, com pequenas pérolas brancas em um ninho aparentemente áspero branco. Um prazer para os olhos! Olhos e narizes bem servidos! Retire bem os caroços e a parte que parece um pano, o ninho dos caroços. Rale tudo e coloque na garapa e deixe mais... quando estiver brilhante, já bem reduzido de garapa, se quiser, esprema uma laranja e deixe mais umpouco.. hum... agora é hora de presentear ao paladar!

3 comentários:

Léia disse...

Oi Angela, eita que essa menina anda prendada.Fazendo um monte de receitas saborosas e saudáveis.
Adorei todas as receitas, desde as balinhas ate a torta de alho poró.
É muito bom vê-la inspirada.Beijos e um final de semana abençoado querida.

Beta disse...

Vai me matar de "lombriga", mamâo com garapa! Eu quero!!! bjs

generico disse...

Os coletes Rontan garantem maior segurança ao usuário, pois passam pelos rígidos testes das Normas NIJ, abrangendo quesitos como penetração, deformação, angulação e velocidade da bala, e nível de impacto balístico.
As Normas NIJ não estabelecem, todavia, o tipo da matéria-prima a ser empregada na fabricação do colete. Portanto, ao consultar a linha de Produtos Rontan observe, além do nível de proteção balística requerido, as características de cada modelo.