terça-feira, 31 de janeiro de 2012

bolo pudim da ana maria braga

Delícia! Mas não ficou nada parecido .. e dessa vez, JURO! cruz na mão!! fiz igualzinho!
A receita está AQUI
As moças que não comem carne trouxeram o cacau. Era para fazer para elas.. mas não deu tempo! então meu filho está aqui hoje!! acabei de fazer, muuuito bom. Mas ele ainda não comeu. E esse vai curtindo pois estou de coruja!!

domingo, 29 de janeiro de 2012

empadão e mococando

Só acontece comigo ou com todos que usam óculos? Estou muito bem da vida no computador, digamos. Aí o timer apita. Lá vou eu, célere, abrir o forno esquecida de que estou com óculos na cara. Pronto! embaça na mesma hora! e fico lá, Tô cega! tô cega!
Enfim, foi o que aconteceu, mais uma vez, ao fazer esse ótimo empadão.
Não sou muito de fazer empadões pois minha irmã tem uma teoria que tudo que engorda termina com ÃO, e eu, que acredito em tudo, evito. Macarrão, salsichão, pão, empadão...
E nem todos eu gosto. Há quem faça uns com uma massaroca de maizena com caldo de galinha pronto.. fica enjoativo.

Ah! mas esse é uma delícia como gostei !
E fiz do modo preguiçoso, comecei preparando o peito de frango, misturando tudo no processador. Não cozinhei antes pra depois desfiar, fiz ao contrário do que devia.
No processador, coloquei uma bandejinha de peito de frango com um punhado de salsinha, meia cebola, sal e pronto. Aí é que fui refogar com azeite e alho. Como estou sem tomates, coloquei duas colheres de pomarola.
Juntei ao recheio  um copo de iogurte( no meu caso, faço, tenho sempre na geladeira) com dois ovos batidos.

Massa:  a receita manda 350 g de farinha de trigo, mas tenho algum problema psicologico que me impede de seguir medidas e receitas, mais por preguiça do que por rebeldia, vou tascando que nem Deus criando o mundo. Fiz e vi que era bom.
a receita manda 150 g de manteiga ou margarina sem sal gelada. Fiz com duas colheres de sobremesa de manteiga Mococa e uma colherinha de sal. Mistura bem a farofina e acrescenta um pote de iogurte.
Ó, eu até que estava bem comportada, mas na hora de abrir na forma, vi que não daria pras duas partes, então fui aumentando a farinha e a manteiga no olho.
Forra-se a forma... o que pra mim não é lá muito fácil..  e fura-se o fundo da massa. Coloca-se o recheio, cobre-se com o resto da massa e pincela-se a massa.. AAA!! foi isso! lembram os dois ovos? sou pão dura, então não coloquei os dois inteiros no recheio, separei um pouquinho pra colorir o empadão.
Que delícia!!
Por causa do iogurte, puxa um pouco pro azedinho aos paladares  mais apurados como o meu ( não perco a chance de me elogiar também!) então, achei que se eu tivesse tascado umas ameixas no recheio e umas azeitonas ficaria divino. Comi, então,acompanhado de ameixas, bárbaro. E a massa por si só já vale a vida.

Que tal?No kit mococa veio o Festa Beijinho.
Abri, pois coco não me dá enxaqueca e eu não aguento mais ter enxaqueca. Sucesso total! A menina amou! é uma delícia, mas é meio estranho na hora de tirar da lata, é de comer de colher de tão bom. E fui fazendo adaptações. Uma foi essa acima, delícia! forrei uma ameixa com o doce e amei. Aí fiz novamente e ficaram dois pedaços de fora, mais umas passas, um cabelinho de coco ralado queimado (adoro!) e aí está a alegria da criançada!! Por mim ficava fazendo mais e mais bichinhos e coisas, mas, como iria comer tudo, parei. Daria um ursinho panda lindo!!!

sábado, 28 de janeiro de 2012

Bolo de tempero

Conhecem? Eu adoro. Fácil, gostoso, barato.

1 xic de cebola
1 xic de tomate sem pele em caroço
1 xic de cheiro verde
1 xic de parmesão
2 xic de farinha
2 ovos
1 colher de sopa de fermento
1 xic de azeite
sal
uma lata de ervilha com água.- bate tudo, apenas mistura a ervilha.

Ou também pode ser assim;
1 xic de cheiro verde
3 tomates picadinhos
100 g de azeitonas
1 cebola grande
1 pires de queijo paramesão ralado
meia xicara de azeite e oleo em partes iguais
8 colh des sopa de farinha
3 ovos em neve
1 colh de sopa de  fermento

 e sempre misturar.
Então, eu fiz com algumas modificações: escolhi a mais simples com 2 ovos, e, em vez de tomate, pomarola. Mas só com meia xícara de azeite. E como eu não sabia onde estavam as cebolas que já tinham sido colhidas, usei dois alhos porró que vi que nasceram. E, ainda, coloquei uma camada de massa, sobre ela, uma camada de atum em lata com as ervilhas , e outra camada enfeitada de alho porró. Ah! eles tinham sido refogados antes.  Assim as moças que não comem carne  não passaram fome! E ficou muito bom. Ah! eu não coloquei a água das ervilhas,então pra massa ficar no ponto, usei leite desnatado, mas só uma colher.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Pão bão!

As moças que não comem carne passaram uns dias aqui, aí fui fazer pão, pois  moro longe de qualquer civilização. Minha vida aqui é inventada, que nem o fabuloso livro infantil que deveria ser lido por todo mundo mesmo Eu sou um equilibrista. Conhecem? se não conhecem, comprem! Fernanda Lopes de Almeida. Tenho o meu exemplarzinho velhinho maravilhoso que me maravilha há anos! Para mim, esse livro é para adulto, criança, velho, padre, ateu.. é como se alguém conseguisse traduzir em livro o que penso sobre como a vida deva ser levada. Claro que em parte, pois nada fala sobre solidariedade, por exemplo, que pra mim é crucial e.. O Pão!!
Então, então fui fazer pão.
O pior é que ficou tão bom, mas tão bom,q ue as moças quase não comeram nada dele, eu ficava sentindo o cheirinho e.. nhac! e aí conversava um pouco e..nhac! e as coitadas, educadíssimas, já meio assim pois tinham dado de cara com uma cascavel de quase dois metros..
Coloquei na máquina de pão kefir e ovo, uma xícara de kefir e um ovo desmanchado. Sobre isso, 4 xícaras cheias de farinha, uma colher de açúcar e uma de mel mais ou menos, uma colherzinha de sal, duas colheres e meia de chá de fermento, 2 colhres de sopa de azeite mais ou menos. E a máquina na função Massa. Depois que cresceu, abri sobre a pedra enfarinhada , no rolo , enrolando, deixei nessa forma aí, azeitada. 10 minutos de forno no máximo e 20 minutos de forno medio.
Ó, não quero outra vida! quando é que pão vai começar a emagrecer em vez de engordar? alguém sabe?

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Burra pra caramba



Como demonstração da minha burrice, as fotos estão em ordem invertida. Pois é, acordo e vi que Raquel tinha deixado essas coisas verdes que julguei que fossem.....Quiabo! Juro! é que eu nunca comi quiabo nem pimenta, não fazem parte da minha vida passada. Achei lindo, e resolvi assá-los de modo a ficarem sem baba... (foto do meio) tirei a pontinha, deixei na assadeira com um pouco de gengibre, sal, azeite .. e......e...................e...peguei um garfo e uma faca e ..PROVEI !!!!!
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!
Pior do que Quincas Berro D´água!!
Fala sério, quem é que acredita em teste de Q.I. depois dessa?
Aí, a solução foi agradar às moças que não comem carne. Depois de ferver o vidro, colocar a pimenta bem picadinha , derramar o azeite Extra virgem.. e, sim, por incrível que pareça, receber elogios!:-))))))))))))))))))))))))))))))))))))

domingo, 22 de janeiro de 2012

A melhor comida dos últimos tempos!!

Arrebentei a boca do balão!! só dá eu!! uau! amei, comi tudo!! As moças que não comem carne estão aqui, e me trouxeram um belo presente.. então, para impressioná-las, usei novamente a minha forminha de ravioli, só que dessa vez o recheio seria de espinafre e a massa também. 
A massa foi tranquila: para cada copo de 100 g de farinha, um ovo, uma colher de sopa de azeite e uma pitada de sal. No caso, como eu queria verde e meus espinafres continuam deslumbrantes, bati no liquidificador os ovos, azeite, sal e um punhado de espinafre já cozidos .
Aí, juntei a farinha. Dessa vez fiz na máquina de pão, para ir fazendo outras coisas, a máquina misturou pra mim. Beleza! a massa elástica que só vendo! Dividi em 6 e estiquei para colocar na forminha, ó... trabalheira.. e o recheio.. para as moças, espinafre já refogado com ricota, um pingo mesmo, e pro marido, frango com ricota, frango já refogado e desfiado e processado.
Mas a coisa é complicada.. estica, ajeita na forma, afunda nos espaços, coloca-se o recheio, meleca tudo, passa ovo, estica outra massa, coloca por cima.. AAAA!!! Mas lá estão eles lindos de morrer. Aí é só colocar na água fervente, ir retirando conforme sobem.. uma delícia!!
Mas achei pouco. Fiz mais uma porção, dessa vez na mão e em vez de colocar na forminha, a Raquel esticou no rolo e foram cortados com forminhas de empada.. uau! muuuuito melhor mais simples e rendeu muito mais!!
O molho foi o molho de tomate Olé manjericão, perfeito, delicioso, fiquei fã!! Melhor que pomarola, mais suave.
Aprovadíssimo! Eu adoro o milho verde Olé, acho o vidro lindo e não se tem que mudar de lugar pra guardar, vai direto pra geladeira.. e esse aí é nota dez! COMI MUITO!! me fez muito bem, fiquei muito feliz. Mas nunca mais vou usar a minha forminha de ravioli, vai ser tudo no corte!!!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

pão dura ou criativa?

OI!! Lembram do bolo feito como os achocolatados Mococa?  Pois a novidade é que o bolo não resseca!! ficou ótimo. E eu comi sozinha, acabei com ele ontem, só tinha uma fatia.. aí, fiz uma sobremesa.. hummmmmmmmm...........
Uma coisa que adoro é cereja. De qualquer jeito.  Como , como quem come trufa, sei lá, porque eu nunca comi trufa e dizem que é ótimo. Nem vinagre trufado, nada. Não sei que gosto tem. Uma por dia.. hum.. saboreando. Aí  caldinha fica no potinho de vidro que é uma graça. Pronto. Meti o resto do bolo no próprio potinho, que não estava ressecado, mas foi feito sem açúcar, só com o açúcar dos achocolatados. e.. ah!! recomendo!!

sábado, 14 de janeiro de 2012

Bouflê de cenoura e bouflê de mocoquice

 Pois é, inventei o nome: bouflê. Porque não é souflê e não chega a ser bolo.
BOM DEMAIS!!
MOnte de cenoura ralada, umas duas xícaras, no liquidificador,juntamente com um punhado de cebola, um copo de kefir ou similar, meia xícara de azeite (usei o coninero especial) uma colher de sobremesa rasa de sal, meio queijo de minas pequeno, uma xícara de farinha,  tempero a gosto e o detalhe que faz TODA a diferença: um terço de xícara mais ou menos de tomate seco!!!
Caramba, bom demais da conta!! ah, colher de sobremesa de fermento, e untar a forma com farinha de rosca. 
NO caso ainda juntei uma sobra, eu tinha umas duas colheres de carne moída pronta e meia xícara de purê de batata, sobras de ontem, então a carne moída foi para o meio do bouflê com a sobra de 4 azeitonas picadas e o purê de batata virou bolotas envoltas em queijo ralado. Ó, não quero mais nada da vida!!

Mas eu tive uma ideia, aí quis fazer. Usei os achocolatados em caixinhas  mococa para fazer esse bouflê mármore. Não acrescentei açúcar. Primeiro o de chocolate branco batido com um ovo, uma xícara de farinha, uma colher de margarina e uma colher de chá de fermento. Coloquei na forma, e repeti a coisa com o de chocolate comum, como ficou claro, acrescentei chocolate em pó.
A consistência ficou mais ou menos de pão de ló, mas lembra mais aquelas roscas de padaria de milho, muito bom. Como não coloquei açúcar, para mim ficou no ponto. Pois imaginei que usaria o brigadeiro mococa de cobertura.. é.. mas preferi economizar, rá rá!!! Então, se alguém for arriscar sem calda, talvez valha a pena colocar em cada camada uma colher de sopa rasa de açúcar.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Mais mocoquices!!

Um salgado e um doce!
Fiz a receita da embalagem de molho branco: bater no liquidificador a caixinha com um curry e maçã e açúcar. Acho que não há necessidade de açúcar se não for suínos.  O frango foi frito e temperado do jeito de sempre, aí foi acrescentar o molho branco e lamber os beiços, o garfo, a faca, a panela...


No frango fritinho..hum.. aí foi um arroz e batata frita, dessas que primeiro cozinha-se e depois frita-se..

De sobremesa uma invenção minha, quer dizer, pode ser velha para o mundo, mas foi novidade para mim: tortinha de limão mococa! simples: o biscoito de maizena faz a vez da massa, o creme é doce de leite Mococa com limão!! Quantidade? a gosto, claro.
PERFEITO!!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Doce, doce.. viver num planeta doce, ra ra rá..

MOcocando dois e Doroteia!!

Descobri uma coisa dos produtos Mococa:são perfeitos tanto para os chefs quanto para os atolados!
Fiz uns bolinhos deliciosos totalmente diferentes do programado porque não acionei o timer corretamente,mas,mesmo assim..hummm..
Em homenagem à Dorotheia (que não viu a receita do pão no post anterior emobora esteja lá) vou organizar:
2 claras em neve
acrescentar na batedeira as duas gemas
duas colheres de margarina
duas colheres de açúcar
duas xícaras de farinha
uma colher de sobremesa de fermento
uma colher de nescafé
e para dar o ponto de massa de bolo café forte já feito.

Aí, coloca nas forminhas em forno no máximo. A ideia era tirar do forno em 9 minutos,mas esqueci de verificar se tinha acionado o timer, então, quando tirei do forno já estava quase pronto, mesmo assim, enfiei uma bolinha de doce de leite mococa envolto em alfarroba. Eu ia colocar leite em pó,mas esqueci que tinha jogado fora porque estava vencido. Ia colocar a farinha lactea Mococa, mas também não quis abrir, então envolvi em alfarroba.  E voltou para o forno.
Perfeito! viu que usei pouco açúcar na massa pois o doce-de-leite compensa. Quente é ótimo! colocar no microondas é bárbaro, ele derrete . hum.. frio? bárbaro. Gelado.. uau! surpreendente! (comi hoje de manhã gelado)
Então, Doroteia, seu nome devia ser Dulciteia! a Deusa dos Doces!!
Gente, COMPREM o livro Doces Húngaros!!! Além das receitas UAU! de fotos lindas, as histórias.. ah.. as histórias!! Tão legais que estou lendo para o marido em voz alta! Ela alterna história com histórias pessoais, fala de reis e princesas, crianças e pais, belezas e fugas!! Muito bem escrito!!!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Mococando 1 e acabou o fermento!!


Mocoquei!! Ah, que delícia de facilia!! Muito fácil e bom e simples e legal as pampas. Comecei usando o Molho de estrogonofe Mococa do kit que ganhei do concurso do blog da Renata-Eterno-Prazeres  . Fiz um peito de frango em tirinhas fritinho em pouca margarina, temperado no vinagre, alho e sal, acrescentei cebola, um pouco de caldo de galinha caseiro, aí , na hora de servir, coloquei o molho por 5 minutos. Uma perfeição! o cheiro é delicioso, a cor é linda e o sabor é suave. Quer dizer, dá pra usar em qualquer coisa, não altera o sabor da coisa, só valoriza e, também, não impede de cada um acrescentar suas predileções. APROVADO.  Até inventei uma propaganda: E você? já Mococou hoje?  rá rá!!
Amanhã tem mais!
Para acompanhar, além dos meus chuchus fantásticos que nem ouso temperar, o resto do purê de batata virou bolinho assim: um ovo, duas colheres cheias de queijo ralado, farinha suficiente para  fazer bolinhas. As bolinhas foram feitas com a mão molhada, a assadeira untada com azeite Cocinero e forno! Bem saudável!!

Aqui faz sol pela manhã e chove à tarde. Então não dá pra ir até à cidade pois o barro é muito. E pão faz falta. Serelepe da vida, vou fazer pão: abro a máquina de pão coloco um ovo misturado com leite desnatado dando a quantidade de 310 ml no total. Por cima, tasco 560 g de farinha de trigo. NO cantinho, duas colheres de sopa de açúcar, no outro cantinho, duas colheres de margarina, no outro, duas colheres de chá de sal. Afundo a farinha no meio e.... cadê o fermento? Só tinha menos da metade de um sachê de fermento !!
Então, é isso. Máquina na função 7 (massa) e deixa pra lá.
Cresceu?
Claro que não.
Fui estudar e aprendi uma coisa: " quanto mais tempo de descanso do pão menor a quantidade de fermento" Então obedeci. Deixei o pão por lá e ele cresceu! Depois de crescido, peguei na mão mesmo, abri, enrolei e mantive na máquina esperando. Só depois de mais uma hora que coloquei no forno, sempre daquele jeito: forno quente, dez minutos em forno no máximo, 20 em forno médio.
Não é que funcionou? Que pão lindo e delicioso!!!

sábado, 7 de janeiro de 2012

Refeição simples e ótima

Pois é, esse chuchu aí foi simplesmente no vapor. Doce! juro que o chuchu é doce. Tirado do pé na hora!! E frango com grão de bico. E daí? Daí é que esse grão de bico é mínimo, muito pequeno, então é ótimo pois não precisa daquela novela de esperar um tempão dentro d´água. Eu não conhecia, é da marca Ki-flor. Muito bom, aprovado.
Então foi cozinhado em 25 minutos na pressão com sal depois de ter ficado de molho uma meia hora também. Aí, foi uni-lo a um peito de frango em tirinhas bem fritinho no azeite da Cocinero  sabor marcante que ganhei no concurso, com cebola, alho, pimenta do reino, muito bom mesmo!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Parabéns ao Ike!!

Hoje é o aniversário do meu melhor amigo, que, infelizmente para mim, mora nos Estados Unidos. Falo do Ike, ou melhor , do LUIZ VILELA. Esse artista mineiro que os americanos adotaram. CLIQUEM no nome! aí vão entender!
Fiz para ele esse Bolo de Reis, receita inventada, sem medidas, tudo no olho. Com alguns ingredientes nacionais, pra ele tomar com um cafezinho, coisa que adora, desde criança quando morava em uma fazenda de café. Esse bolo é o meu presente para ele!!
2 ovos caipiras na batedeira, bem batido enquanto o o forno esquenta.
duas colheres cheias de açúcar mascavo ( e bate!)
uma colher de margarina e uma de óleo de canola ( e bate)
duas bananas pratas amassadas (bate)
restos de compota e bate ( no caso eu coloquei uma colherada grande de compota de pêssego que meus pessegos estão maravilhosos e meia xícara de purê de maçã, os restos da geladeira)
1 colher de sobremesa de fermento em pó
uma xícara e meia de farinha de trigo
meia xícara de farinha integral
raspas de cenoura que ficaram no extrator de suco
um punhado de nozes quebradas
algumas passas
5 uvas verdes partidas pela metade
duas tâmaras secas
2 damascos secos
e meio copo de suco de cenoura.
E viva o IKE!! um maravilhoso bolo de reis! rico, de verdade, e com sobras das festas.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

CHEGOU!!!


UUUUUUHH!! Viva!!! Doçuras e mais doçuras!!  A minha tentação é de ir abrindo os produtos Mococa e sair comendo direto do pacote, sem fazer nada de especial, abrir e nhac. Mas vou resistir!!! Já coloquei o doce de leite na geladeira e , pelo menos esse, vai direto da lata à boca.
Obrigada Mococa e obrigadíssima Mundo do Sabor!
Para completar, também me esperava no correio o livro de Dorothea Hidas Piratininga, que tenho a honra de ver aqui como seguidora. Gente, o livro é lindo!! Ainda não li nada. Minto, li a a dedicatória!! Amei a dedicatória pois aqui Dorothea me chama de Laurete, nome com o qual comecei a designar as fãs de Laura Ingalls e que pegou. Obrigada! Mas vou lamber, quer dizer, ler cada página! E vou contar pra vocês se a Renata prazerosa eternamente não contar antes, pois o livro é a cara dela!!!

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Ano novo, comida velha!

Olá! Antes de mais nada um aviso: comecei mais um blog!Chama-se POLLYANNA VELHA.
 Lembram-se do livro, do filme Pollyanna? Uma menina pra lá de legal que jogava o Jogo do Contente? Recordando: jogo do contente é tentar ver nas tristezas da vida o lado bom. Pollyanna, por causa disso, foi acusada pela minha geração de piegas, alienada etc. Mas, não é isso. O Jogo não manda aceitar as injustiças e sim não se abater. Então, com esse blog, pretendo postar diariamente uma coisa boa. Será a primeira coisa que farei no computador, então, iniciarei meu dia pensando em algo bom e, certamente, encerrarei meu dia do mesmo jeito, procurando algo maravilhoso para dividir.

Visto isso, sobras! Ah! estou adorando o jeito que vocês estão dando com os panetones e perus. Pois, claro, fiz lentilha pra começar o ano. Se é pra ter superstição, tenho todas no inicio do ano! Como uvas, lentilhas e romã, meto tudo na boca ao mesmo tempo, pois nunca sei como fazer. Ora, é complicado, pois dar o beijo no marido, comer essas coisas, e pisar com o pé direito, simultaneamente, me faz ridícula, o que, certamente, passarei o ano todo sendo.
E o que fazer com a sobra de lentilha? Aí está, babem!!  Lindas! Elas tinham sido apenas cozidas na panela de pressão,com uma colherzinha de sal, por 15 minutos, depois, uni às mocinhas cebolas caramelizadas no azeite.
Ontem, então, escorri ficando apenas com os carocinhos mollhados. Uni a eles uma boa cenoura ralada e uma cebola idem. E fui colocando farinha de rosca pra dar a liga. Depois, no grill azeitado, os "hamburgeres" foram feitos. Delícia! Realmente dispensam carne. Por falar em carne, comecei o ano sendo sorteada com a Carne Seca Paineiras!!! Viva!!! Fala sério, terminei o ano ganhando por conta de frases o Azeite Cocinero( blog da Renata) e os produtos Mococa- blog mundo do sabor (que ainda não recebi, mas devem estar nos correios, essa semana vejo pois o sol se abriu hoje) e começo com sorteio da Paineiras do blog da Manu!!!
Bom demais! E esse ano vou continuar seguindo todos, pode não parecer mas eu acompanho TODOS os blogs que sigo e são muuuuuuitos!! Sigo de todos os seguidores e mais alguns que não o são!! E, de novo: feliz ano novo!!!

domingo, 1 de janeiro de 2012

2012

E aí? preparados para o apocalipse?
É esse o ano!! Já falei para os filhos que esse ano eles serão obrigados a passarem o dia 21 comigo.
E terminei o ano inagurando receitas e vendo o melhor filme do mundo. Já assistiram Um conto Chinês? Acho que tudo que esse ator faz é sensacional. Nesse filme, a comida deles é engraçada. O protagonista cozinha. De café da manhã toma café com pão , só. Quando faz sua primeira refeição é um bife a cavalo, creio que na argentina seja diferente do nosso, pois ele fala em batatas verdadeiras. Quando pedem comida chinesa não dá pra ver o que comem. A moça os convida para uma refeição que vai preparar cujo nome não lembro, leva de tudo! deve ser um cozido, pois eles chupam ossos, tutano, enquanto comem. E uma das refeições .. só chouriço, salsicha e testículos! Mais nada.
O filme é bárbaro.

Mas não foi por ele que inauguro o ano e sim com duas inaugurações maravilhosas: o tal da focaccia e um bolo invertido!! Começo pelo bolo. Minhas macieiras estão assim, como dá pra ver na foto: carregadas! Muitas maçãs para mim e para os pássaros. ( a foto foi tirada ontem) Mas maçãs de quintal não são que nem as de supermercado, pelo menos as minhas. São mais ácidas e mais duras. Não dá pra comer com casca, por conta da cica. Mas sem cascas são otimas. Assim, enchi um saco de lixo de 40 l com elas e pensei o que fazer.. faço sucos, coisas.. ah! bolo invertido!
Eu tenho um problema de nascença: não consigo seguir receitas! Eu dou uma olhada, me inspiro e faço. Então, cozinhei montes de maçãs com açúcar mascavo na panela de pressão. Suave, pouco açúcar.  E elas ficaram ainda firmes. Um pouco de canela também.

E o bolo fiz com meia xícara de farinha integral, uma bem cheia de farinha comum, canela,açúcar mascavo, duas colheres de margarina , uma colher de sobremesa de feremento, uma de leite(desnatado), 2 ovos, tudo batido na batedeira e fui colocando a água do cozimento da  maçã até dar o ponto.

Aí deu-se a "melódia". Lendo sobre bolos invertidos falaram que havia de se fazer uma calda de açúcar (ou karo) primeiro. Como não há karo por aqui, vai açúcar mesmo, e fiz com a água do cozimento da maçã .. ok, quase perfeita. Mas  como já tinha preparado aquela assadeira  que o fundo sai, a calda foi na panela. Muito bem.. coloquei no fundo solto arrumadinho  as maçãs e a calda.
Pausa para o QI: se o fundo é SOLTO é porque há algum encaixe o que significa grande possibilidade de um vazamento de calda.
Foi o que aconteceu.
Fumaça sainda do forno e aquele barulh.. tchhh.....
Rapidamente, abro o forno e coloco a forma dentro de uma assadeira. Marco o timer e a vida que segue.
O bolo ficou pronto! leio de uma blogueira "achei muito fácil desenformar" e umas diziam que tinha de ser quente, outras morno.
Achei melhor MORNO. Ah.. mas eu disse que a forma era solta? pois é.. Como pegar uma forma quente de dentro de uma assadeira, de dentro de um forno, virar em um prato, sem escorrer a calda..
e lá estou eu xingando na cozinha quando o marido prestativo surge:
- Eu ajudo!
Sim, fiquei feliz. Ele sugere:
- eu vou levantar a forma com as espátulas e você pega com as luvas termicas..
Nós dois em frente a uma assadeira.. sim, mas um tal de Newton já disse que dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço! Principalmente quando um deles tem 1,85m e 130 kg! Além de ter sido feito com duas mãos esquerdas.. lembra-me um pouco  Hagar.  No bom sentido, claro.

Enfim, para a alegria das formigas, conseguimos! Aí provei, aprovei e fotografei!!
Aí, as formigas me lembraram que seria uma boa ideia guardar na geladeira, e , para tal, em recepiente com tampa.. e recomeçou a maluquice, tirar a chapa debaixo do bolo (com ela não cabia em pote algum e olha que sou a Senhora dos Potes!) e colocar sem quebrar num pote!

Mas valeu, é uma delicia! o bolo ficou molhado mas firme, massudo, ótimo.
E aí, aqui chove, pão, compras nem pensar. Estou ilhada. Resolvi fazer focaccia, lindo nome.
Leio daqui, leio de lá.. ora, é um pão aberto, só isso.
Então na máquina de fazer pão coloquei uma caneca cheia de leite em temperatura ambiente, meio quilo de farinha de trigo sobre ele, um tanto de azeite (acho que umas duas colheres de sopa cheias) duas colherzinhas de chá de sal, meio pacotinho de fermento pra pão em pó, 3 colheres rasas de açucar, uma colherzinha de alecrim outra de  tomilho e botei pra amassar.
Quando apitou estava linda! fofa!
Numa forma untada de azeite, coloquei a massa aberta no rolo(enfarinhando antes a "superfície de trabalho" e o rolo para gaudio das formigas) e deixei esperando no forno fechado. Voltou a crescer lindamente! aí, meti o dedão em vários pontos, coloquei sal grosso por cima( não achei que havia necessidade , mas como dizem que é pra fazer, fiz) por cima cebola já caramelada no azeite, um pouco de frango esfiapado com azeitonas, tomate seco e forno por meia hora. AMEI!!  o melhor pão, JURO, que comi na vida!! estou me sentindo que nem o João Ratão, querendo tudo e sem azia, nada!! massa perfeita, saborosérrima.
Um ótimo início de ano!