quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

pão e tomate

Vi o filme La Cucina

É um filme bem-intencionado, nada que valha a pena falar bem nem falar mal. Mas sou macaca de imitação e quando a grávida visita a vizinha loura que cozinha como uma deusa, ela prova a tal bruscheta, que pra mim é pão com tomate. E faz cara de quem descobriu o paraíso.
Fiquei com inveja e fiz também.
Claro que do nosso ou meu jeito. Pão de forma, nada dos pães italianos, e não tinha manjericão de muçarela de búfala, foi muçarela normal. Uma delicia! ótima distração para o paladar! Primeiro torrei alho no azeite na frigideira, enquanto os pães de forma estavam no forno ganhando uma rigidez.  Quando ficaram firmes, passei o azeite com alho com pincel e tudo, olha lá! que nem no filme, mas deu preguiça de fazer direito entao esfreguei na frigideira e fotografei,  e voltou ao forno com tomate e queijo pra assar, derreter o queijo. Ah! com sal e orégano. Bem legal!
Vi no youtube essa aqui, com azeitona, bem bonita!!
Comemos com uma salada que fez o marido fazer declarações de amor eterno! Essa não fotografei não, pois foi só processar tudo e mais um pouco (alface, melão, uvas verdes sem caroço, maçã, cenoura, aipo, acelga, rabanete) acrescentar milho em lata , pedacinhos de muçarela, uma lata de atum light, molho de maionese light misturada com kefir, azeite , sal, vinagre.

É verão!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Por cima da carne-seca 2! e batata em microondas

Então? se esbaldaram no carnaval? Eu ainda estou acordando tarde por conta de ver os desfiles. Amei a Mangueira mas acho que foi só eu. Bem, chegou o dia de preparar a carne-seca Paineiras que ganhei no sorteio! Ah! que maravilha!! E fiz assim. Lembrei dela, aí eram 5 da tarde, abri o pacote, vi aqueles lindos pedaços de carne, retirei a gordura branca grossa. Coloquei na água e na geladeira, e, até a hora de dormir, quando eu lembrava, trocava a água, devo ter trocado umas 3 vezes. No dia seguinte, troquei mais uma vez e coloquei na panela de pressão por 20 minutos( a minha é elétrica porque tenho medo de panela de pressão, então marquei no timer) . Pedi a Raquel pra descascar a abóbora, aquela abóbora que parece uma cabaça, bonitinha, toda estriada, uma pequena.  Ok, quando a carne-seca ficou cozida, desfiei no processador, aí começou a alquimia: dourar alho no azeite, cebola roxa, e a carne, depois de bem fritinha, a abóbora entrou, e a escumadeira, a pá e o garfo, pois fui salgando, provando, coloquei um pouco de água, um pouco de sal, um pouco de noz moscada e molho inglês.  Aí achei que era bom E o marido AMOU!  


Vi vendendo umTRECOpra fazer batata chip de microondas, aí, cismei. Fui ver como see fazia sem o treco. Cortei fininha no processador, então azeitei as batatas em um saco plástico, azeitei o prato e deixei no microondas por 5 minutos. Mas ainda achei branca. Mais dois minutos. Resultado: grudou no prato. Ficou legal pra matar vontade mas fica meio plástico. Fui fazer  novamente, não funcionou.. vá entender!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

empadinha de pão de forma au charbon

Delícia!
6 fatias de pão de forma, passe no rolo de macarrão. Recorte redondinho, eu tenho um cortador de massa redondo que veio na máquina fun kitchen de tortinhas.
coloque em forminhas com cuidado, não como eu faço, rasgando tudo. Recomendo untar a forminha, para dar gosto. Como usei forminhas de silicone não iriam grudar mesmo.
Coloque o recheio que quiser. No caso, usei queijo de minas e o frango light Seara que é uma das delícias da vida! 
bata um ovo com queijo ralado e coloque por cima, e leve ao forno.
Engrene um papo interessante com o marido. Assim que começar a sentir cheiro de queimado, grite: O PÃO!!
Saia correndo e desligue o forno. 
Queime as mãos tentado tirar as empadinhas da forma e fale alguns palavrões auto-xingantes. 
Remova as extremidades queimadas e saboreie! 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Ziriguidum, oba! 2 em um

Tenho a maior dúvida a respeito do carnaval, não sei se amo ou se  odeio. 
Odeio.. certamente.. o barulho, os bêbados, a overdose sexual, o cheiro, a sujeira.. Ah! mas amo as fantasias! serpentina!(acabaram com elas! eu faço estrelas de serpentinas) as decorações.. 



Aqui, na minha cidade, não sei como está, mas na cidade de Itanhandu .

Então, por conta da Andrea, que preparou um bacalhau com batata doce, fiquei com inveja e também fiz um...  Que delícia! NOssa!! nossa!!
O bacalhau foi um que ganhei das moças que não comem carne, já vem dessalgado, da Noruega, muuuito chique. Usei duas postas, uma escaldada pra tirar as espinhas, trabalho que Raquel que enxerga faz por mim, e ela também deixou umas batatas doces já cozidas.
Aí, na assadeira, derrubei um pouco de azeite Cocineiro, as batatas doces amassadas, um queijio de Minas frescal que está muito gostoso mas molenga, parece mais requeijão, e o bacalhau refogado por cima, refogado normalmente, alho, cebola, pimenta, sal, pimentão (pouquinho) e ainda um tando do tal queijo de Minas. 

Batata doce é uma maravilha, mas não pode ter visitas!!

 Aí,comprei em Itanhandu,pois na minha cidade não tem, essa massa pronta,  e eu morria de inveja das blogueiras que faziam coisas de massa folhada, então,  recheei de carne moida, debanana  com açúcar e canela e de frango moído.. QUE DELÌCIA!!!!!!!!!!!!!!!!
 E, antes que eu me esqueça, ZIRIGUIDUM! OBA!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

mandioca, aimpim, macaxera! 3 em um!

Pois é, começando com a delícia das delicias que peguei receita no site do Mauro Rabelo. Veio com um nome, chipa, acho, mas no fundo é um pãozão de queijo.. ó.. é a segunda melhor coisa do mundo! Facílimo de fazer, só suja dois recepientes se você não for ataloda como eu pois eu consegui sujar até a parede do fogão, mas Junior me ajudou a limpar

Nossa! nossa! Assim você me mata! delícia! delícia!
a receita dizia:

Mas eu coloquei mais meio copo de polvilho, usei o azedo, não medi o queijo e usei azeite. E usei o mixer pois o meu liquidificador é de pobre, então só mexe o que está perto da lâmina e logo esquenta.  Tenho saudades do meu antigo! Durou de 75 a 99 e só acabou porque caiu no chão, e olha que eu dividia ele com  a vizinha! ela usava o meu liquidificador e eu a enceradeira dela de vez em quando, mas aí a empregada dele devolveu o liquidificador e houve um lapso de tempo entre ela entregar e eu pegar, pronto, estilhaçou tudo. 
Desde então já tive vários, nenhum prestando. 


RECOMENDO!! a massa fica uma delícia e bem mais barato do que comprar pão de queijo, e fica pronto em 15 minutos, quente é ótimo, frio é ótimo, e dá pra rechear!!!



Pois é, aí como tinha sobrado carne moída resolvi fazer bolinho de aipim.  Nunca tinha feito, então fiz uns empanados , bobagem pura, e outros simples, assim: aimpim cozido com sal, umas salsinhas bestas, o resto do queijo ralado pra não jogar fora, e só. Abrir na mão, colocar o recheio que quiser - no caso carne moída e queijo de minas- e fritar e descobrir que a vida vale a pena!!


Mas aí é que entra um problema: tá, eu estou lá , feliz da vida abrindo a massa na mão, uma mão com a massa aberta a outra pegando o recheio e.. coça a cara, coça a perna, um fio invisivel de cabelo se mete entre o meu olho e a lente dos óculos.. ah.. fala sério.. Pedi ajuda ao marido, claro, mas ele enxerga menos do que eu... enfim, caiu aipim no chão,  e eu tive de ter cuidado pra não pisar pois esse tapetinho verde caro pra dedéu foi a minha salvação na cozinha  mas pra limpar é o Ó. 


Mas, tudo vale a pena quando a fome não é pequena! 
e sobrou aipim, coisa séria, pois segundo o Jair, só tem mais dois, plantou 70 mas só em agosto..  resolvi fazer pão, claro, minha verdadeira vocação! eu ficaria rica se conseguisse repetir uma receita que fosse!  Mas sou que nem o marido nessa hora.. já contei que ele tinha um quiosque na Lagoa? pois é, um dia encomendou umas esfihas, abriu todas.. pronto, misturou tudo, espinafre, ricota carne.. aí chegavam os fregueses:
- por favor, uma esfiha.. tem de quê?
- espinafre, ricota , carne ..
- Uma de ricota e duas de carne..
- Ah, escolher não pode não...


E os fregueses pensavam.. que quiosque louco!!
Eu tinha de me apaixonar por ele, nè?
Enfim, peguei uma xícara de água e coloquei na máquina de pão, mais o resto do aipim amassado, mais um tanto de farinha, uma colher de açúcar, uma colher de margarina, uma colherzinha besta de sal,  e meio pacotinho de fermento pra pão em pó e deixei na função massa. 
Ih! que beleza! cresceu que foi um espetáculo!

aí fui pegar a massa.. tudo grudado nos dedos!! e tirava de uma mão e grudava na outra.. então acrescentei farinha até desgrudar, mas não  a ponto de ficar com cara de massa de pão mesmo. E tentei rechear com queijo, pela foto verão que a tentativa não deu lá muito certo.. mas que delícia de pão!!!!! esperei mais uma hora antes de colocar no forno, cresceu tudo de novo lindamente!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Descobri minha vocação!

Nunca é tarde pra gente descobrir realmente porque veio ao mundo!
Eu vim para fazer pão!
É..
Sabe aqueles dias que a gente quer comer uma coisa gostosa e não sabe o quê? Olha pro armário, pra geladeira, abre a geladeira dez vezes até alguém reclamar, e nada!
E não era preguiça! Tem tudo em casa, mas nada me apetecia, no entanto.. que vontade de comer uma coisa boa! Tudo , vírgula! Não tinha pão. 
Certamente era isso o que eu queria, a única coisa que não havia em casa. Mas pão demora..
então, na batedeira coloquei 
Um ovo caipira
uma colher de sopa de açúcar
uma colher de sobremesa de sal
uma colher de sobremesa de fermento normal
uma xícara de kefir (agora uso kefir pra tudo pra não jogar fora)
meia xícara de queijo ralado
uma xícara e meia de farinha de trigo
uma colher cheia de margarina.
e bati. Voou bolotinha de massa pra tudo quanto é canto, aí pinguei mais kefir. 
Ficou naquele ponto que não é liso, é grudento, mas nem tanto que se precise de farinha pra fazer bolinha. 
E foi pro tabuleiro azeitado. 
E eu pro banho, claro, pois se caiu massa na bancada imagina em mim!
Rapidinho, já tinha tomado banho antes, foi só pra tapear.
E já estava pronto. O marido disse: isso é que é pão de minuto! 
De segundo.. foi o tempo que demoramos para devorá-los!!! 
MUITO BOM!!!!

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

3 em um

Ontem fiz pastel!
Adoro pastel de forno, aí , como sempre tenho carne moída congelada, tirei do freezer e fiz pastel. Quem me influenciou foi um chef da TV, um lourinho, muito simpático, sorridente. Ele levou as filhas para uma ilha no reino unido, uma dessas paisagens fantásticas, lugar que acho que já vivi em outra encarnação, e comeu pastel de carangueijo e fez pastel de abóbora. Fiquei um pouco frustrada pois eu estava crente que ele era gay. Bem, talvez seja, apenas tem 3 filhas muito legais. 

    
Adorei fazer! Juntei um único ovo com duas xícaras de farinha de trigo. Uma colher de azeite, uma pitada de sal, um pouco de páprica pra ficar uma cor bonita,  e água , mais ou menos meia xícara. Dividi a massa em 16 bolinhas, descansou um pouco na geladeira, fácil de abrir e rechear!
 Muito bem.. mas isso foi ontem! hoje fiz.. hum.. suflê de queijo! Mococando total. Estava para vir aqui 3 gerações de mulheres, mas a mais velha foi mordida por um cachorro em São Paulo então não vieram. Mas eu tinha comprado muito queijo . Como odeio jogar comida fora, fiz esse suflê delicioso na batedeira!  Coloque duas claras na batedeira e bata em neve, acrescente as gemas, duas colheronas de farinha , um pouco de queijo de minas, uma xícara de queijo ralado, uma colher de fermento , uma colher de manteiga (mococa) derretida, uma caixinha de creme de leite mococa. Bata tudo. Tempere com sal,noz moscada, pimenta, como quiser. Aí, é despejar em forma untada e , no caso, enfarinhada com farinha de rosca.. E entre para essa seita, religião, pois é pra converter qualquer um de tão bom!

Last, but not least.. eu sei, a culpa é minha.. eu tenho um código com a Raquel, um código criado pela telepatia. Ela sabe.. muitas vezes ela chega cedo demais, então eu deixo coisas escritas na geladeira.. mas isso , muitas vezes, gera problemas pois ela às vezes não entende minha letra, não entende o meu modo de falar, ou, pior: conclui. Então, de certa forma é melhor partir para o concreto: se eu deixo algo do lado da lava-louças ela ja sabe que é pra ir por lixo. Se deixo algo na bancada, ela sabe que é pra fazer algo com aquele algo... fui clara? pois é, é por isso que evito escrever bilhetes.  Então, nesse código há: se eu deixar na bancada pão de forma é pra ele virar torrada. 
Bem, acordo e vejo que virou torrada um belíssimo e novissimo pão integral 12 cereais.. quase chorei. Mas é culpa minha, eu devia ter guardado o pão na cesta antes de dormir. 
Torrada de pão integral, em geral, não rola, fica dura. Então, transformei parte delas em farinah de rosca.  E resolvi fazer um bolo de farinha de rosca.  Assim: dois pequenos ovos caipiras , uma colher de margarina light, uma de azeite e uma de oleo ( não me pergunte porquê), meia xícara ou mais de açúcar mascavo, um pouco de mel (não me pergunte porquê)  uma xícara de kefir, 3 bananas pratas amassadas, uma xícara cheia de farinha de rosca do pão integral, duas ameixas, uma tâmara (não me pergunte porquê) uma colher de sobremesa de fermento, duas colheres de farinha de trigo normal . Bati  bem tudo na batedeira e coloquei no forno e AMEI! Muito bom!

Aí o marido perguntou o que era, expliquei e pronto: levei bronca. Ele é que tinha deixado o pão sobre a bancada! Pensei, ufa! a culpa não é minha. Mas ele disse que era um absurdo ele ter de guardar o pão na casa dele e que eu tinha de contar pra ele esses códigos (ele nunca come pão integral), enfim, a culpa é minha!! Não tem jeito! mas que ficou bom ficou.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

ACHEI!!

O marido insiste que é saci pererê. Eles se divertem em me irritar! Pois os óculos estavam na escrivaninha, mais escondidinhos que o escondidinho, e eu já tinha procurado lá TRÊS VEZES!! Ih, dei três pulinhos pra São Longuinho, falei coisas com Santo Antonio... apareceu. 
Então, em homenagem ao aparecimento ,nada de escondidinhos, um aparecidinho!
recheio
Muitas salsichas,
algumas azeitonas
um tomate,
um quarto de cebola picada
tempero a gosto
sal
massa
meia xícara de queijo ralado
dois ovos
uma xícara de farinha de trigo
uma colher de fermento
uma colher de azeite
uma colher de margarina
meia xícara de leite desnatado
uma pitada de sal

Bate a massa na batedeira  e mistura o recheio, fica bem grosso, envolve as salsichas mesmo. Aí é colocar em assadeira untada e enfarinhada , dez minutos no forno alto e mais uns 20 em médio.  Enlouquecedor de tão bom!! Minha mãe fazia um desses, mas era enjoativo, esse não. As salsichas não são em lata, foram compradas a granel. 
Apareceu a margarida, olê, ole o lá!!!!

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Escondido

As coisas se escondem de mim! Sabe esse óculos enorme que estou na cara? Pois sumiu. Prendi o botão da bermuda do filho usando ele,  e já era. Desapareceu! Já revirei tudo. 
E ele é o que mais enxergo.. Onde é que ele está?
Então , em homenagem ao sumiço dos óculos, aproveitando um bando de restinhos, fiz o tal do escondidinho mais velho que andar pra frente. Mas ó, ficou tão bom, que resolvi dividir a experiência. 
 Para simplificar a vida, tendo em vista que moro no meio do nada,quando encontro boa carne preparo carne assada e carne moída e congelo. Separo um pouco para fazer almondegas no dia, ou hamburguer ou ambos e o resto congelo.  Então, costumo ter potinhos individuais de carne moída congelada. Ela é feita no panelão, modo tradicional, muito boa. Eu detestava a carne moída da casa da minha mãe.. A minha é refogada em azeite e margarina com alho e cebola. Depois de moreninha, salsinha, cebolinha, sal. E vai cozinhando. Aí uma colher de molho inglês e vou provando, provando.. acertando. E no final uma colher de mostarda. 

Bem, havia o resto do purê de batatas ( feito só na margarina e leite desnatado) , acrescentei uma gema de ovo, mexi. Duas colheres de farinha de trigo. Mexi. Duas colheres de queijo ralado suave, mexi.  Uma colher de creme de leite que estava ainda na caixinha , mexi. Uma clara em neve misturada. Armei as três camadas com queijo ralado por cima. 


E os meus óculos? onde estarão?

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Comprei Caras!

Resisto a tudo, menos à tentação!
Pois é, comprei a revista Caras! Por causa dessa coisinha vermelha aí em cima! Não vou comprar todas, claro, mas algumas irei sim. Aqui nem vende. Não existe banca de jornal na minha cidade. Mas o marido deu um pulinho em SP e comprou pra mim!!
Eu tinha outra coisa pra dizer.. o que era mesmo? 
Ah! é sobre o meu post de hoje no Pollyanna Velha , fiz uma caça à imagens bonitas de comidas!! Té já, estou de filho em casa e a partir de amanhã com visitas novas!! O trio, vó,mãe e filha!!!
AA!! Outra coisa.. Neide Rigo é consultora da revista Caras!! Me achei.