sexta-feira, 30 de março de 2012

comidinha boa...

Quando o marido viaja ( ele está ao violão), preparo uma camponata pra mim e pronto: estou feita! Mas,às vezes ele demora mais um pouco e me dá vontade de comer outra coisa, qualquer coisa quentinha.. E a refeição pode ser um ovo caipira com gema mole num pão passado na chama do fogão, ou reengenharia de coisas.. Basta olhar um prato como esse para me sentir feliz! e essas deliciosas bolinhas são apenas batata baroa cozidas e amassadas e fritas em pouco azeite! Claro que com queijo ralado, farinha, leite deve ficar melhor, mas assim.. hum.. o chuchu recém arrancado do pé! E o mundo sorri.

( Kenia! experimentei café com leite de coco, que delicia! valeu a dica, só que vou ficar uma bola de gorda, porque leite de coco engorda a bessa!!)

terça-feira, 27 de março de 2012

Estou preparando o café!!



Hoje eu me vingo do estrago que vocês fazem no meu teclado!É! é para babar mesmo!! Sabem aquele kit Mococa? Nele vem um mingau de milho SEM LEITE, ó que bom!!! Então, fiz esses biscoitos com ele! e mais, vendo a consistência, entrei numa que ficaria bárbaro como copinhos para doces, geléias ou sorvetes, e não é que ficou? Ah!  que maravilha. Enquanto escrevo , a água ferve, e, dentro do forno, mais biscoitos tostam , dessa vez um pouco diferente. Então, botão direito na mão pra copiar!!
A receita que peguei por ai chamavam de broa de milho, mas, lá pras tantas falava em pegar o rolo, amassar, cortadores de biscoitos.. eeepa! fiquei confusa! 
E não era com mingau Mococa , era com um de outra marca. 
Então, fui mudando, claro:
uma xicara rasa de açúcar ( a receita mandava uma e meia, achei demais, e ainda acho que podia ser menos, pois o mingau já vem adoçado mas ficou ótimo assim, meio crock meio puxa)
uma xícara de margarina ( a receita falava uma e meia , achei muito e continuo achando mas ficou bom pra caramba)
uma xícara e meia de farinha de trigo
um pacote de mingau de milho Mococa ( a receita falava em 1 xicara e meia, ora, botei tudo, o pacote contem duas xícaras)
uma colher  de chá cheia  de fermento
uma colher de chá de sal 
uma colher de sopa de erva doce ( a receita mandava de chá)
Aí,é bater a margarina com açúcar em velocidade alta e misturar os pós. Acrescentar aos poucos os pós em velocidade baixa ( não recomendo na alta pois , mesmo com um pano em cima da batedeira vai sujar tudo!) 
Fazer bolinhas e colocar na assadeira por 20 minutos.. 

Hum.. a segunda leva está cheirando.. pera aí que já volto!

...
..
Pronto, voltei ainda não está pronto não, eu tinha deixado no ponto mais baixo do forno, burra pra caramba. Então, agora eu coloquei raspas de casca de limão e uma colherada de maizena. Deve ficar bárbaro!!
Façam!! Mas escovem os dentes depois!

domingo, 25 de março de 2012

Errei tudo mas deu certo!!

Vou começar falando bem de mim que não sou besta. As moças que não comem carne vinham passar o fim de semana aqui, então pensei que eu teria de viver a vida de Laura Ingalls na primavera do Riacho das Ameixeiras: Peixe no cafe da manhã, no almoço e no jantar. E comecei com uma maravilha que não fotografei, porque, como diz o título, errei tudo mas deu certo! Um escondidinho de atum! Ah,mas vocês tem imaginação fértil, então imaginem a delícia!! Purê de batatas normal ( batata cozida com sal, depois amassada quente e acescentando margarina e leite desnatado) com uma xícara de queijo ralado , duas colheres de farinha, uma gema e clara em neve. Pirex untado e enfarinhado, metade disso nele. Aí, uma lata de atum inteiro light Gomes da Costa. Na frigideira, uma colher de azeite, meia cebola cortada, um tomate sem pele e sem sementes, o atum e salsa e cebolinha. Pois foi esse o  recheio! aí tampar com o resto do purê e só esperar elogios!! Claro que o meu foi diferente, eu só coloquei a batata amassada. 
Aí, depois , foi esse bolo de tempero! É bom demais! mas não provei, pois também leva queijo ralado. Um dia faço pra mim sem ele. 
1 xic de cebola
1 xic tomate sem pele e sem semente
1 xic e cheiro verde
1 xic de queijo parmesão ralado
2 ovos
1 colher de sopa de fermento
1 xícara de azeite
sal
1 lata de ervilha com água.

 E, claro que houve truta frita com arroz, mandioquinha (batata baroa, ou batata salsa) cozida e amassada..
Finalmente, o culpado pelo nome do post!
Em geral não faço nada com receita, principalmente bolo, pois já sabemos  a conscistência da massa. Então, com um ouvido no papo das moças que não comem carne e outro ouvido na batedeira, lá tô eu preparando um bolo que achei que ia ser tudo de bom. Ovo.. brrrrrrrrrr, açúcar mascavo, brrrrrrrrr, açúcar normal brrrrrrrrrrr , fermento brrrrrrrrrrr, farinha brrr............ Ah,! eu também acho! ( me intrometi na conversa) brrrrrrr. Leite de soja sabor maçã ADES, brrrrr. brrrrr,  uns pedaços de maçã imitando a Renata em Eternos Prazeres com ameixas,   e pronto. Verti na forma , meti no forno já quente e  olhei pra a bancada: o que é que a margarina estava fazendo ali? Céus! esqueci dela!
Tiro do forno, ai! queimei a mão. 
Retiro da forma, claro que não tudo, porque a forma estava untada e enfarinhada e parte da massa já tinha adquirido outra consistência, acrescento duas colheres de margarina ( que derreteram) bati de novo na batedeira que já tinha passado por água..  Apesar de grudado na forma UMA DELÍCIA!!!!! 

quarta-feira, 21 de março de 2012

Sem leite!

Dois dias sem leite!
Fiz, então, esses biscoitos para o cafezinho. Como sempre: duas xícaras de farinha, meia de maizena,um ovo, um colherão de margarina,  duas colhres de açúcar mascavobate bate  aí, fui colocando mais ou menos uma xícara de café gelado já adoçado! Lembra que eu descobri que refresco de café é ótimo e parece mate? E uma economia, pois sobra aquela meia xícara fria no bule, a gente derrama na pia e faz outro.. naninão! Não mais! coloco a mesma quantidade de água,adoço com açugrin e deixo gelar bem! Então  fui batendo com isso. Até dar o ponto de moldar e ficou uma massa incrível, maleável,diferente, parece plástico. 


E nem precisa untar a assadeira, ah! também botei umas passinhas. 


E comprei o leite de soja YOKI zero sabor pessego e uva, era só o que havia. E até na granola ficou legal! 
Bem, as moças que não comem carne virão este fim de semana.. tenho de variar o cardápio.. hum.. o que será?
 

segunda-feira, 19 de março de 2012

Mais pão velho e pedido de ajuda aos universitários!!

Olá!!
Seguinte, eu sofro de enxaqueca. Cada dia é diferente. Hoje em dia, graças ao SUMAX a dor não me enloquece. Mas está cada vez mais frequente. E haja dinheiro e sumax. O médico daqui me jurou que se eu parar de comer leite e seus derivados por 3 meses nunca mais tenho. Então, a partir de HOJE, dia 19 de março, dia de São José, não entrará na minha boca nada, absolutamente NADA que leve leite. Ovo de Páscoa? só depois da Páscoa! sim, porque dia 19 de junho eu avaliarei a decisão. 
Então, pensando nas possibilidades, vi que a ÚNICA coisa que vai ser barra pesada é o tal café com leite noturno, e, às vezes, matutino. Sinto uma espécie de fominha que só o café com leite resolve.  Já tentei com leite de soja.. blearghson!! Mas tentei. Porém, aqui onde moro, nem o raio do leite de soja sem açúcar e sem frutas existe. 

Peço encarecidamente a vocês , naturebas ou não, que me encham de receitas e ideias sem leite!

Visto isso, o aproveitamento do pão velho. Aquele pão francês que só serve para torrada , sabe? além do post anterior de bolinhas fritas de pão, bem legal, descobri que viram panquecas e waffles!! A foto acima, apesar do xadrezinho é na consistência de panqueca. Um pão e meio gerou 4 waffles duplos. Molhei o pão com kefir,  molharia com leite, porém choveu aqui exatamente no dia em que faríamos compra e tivemos visita da filha. Então, não quis arriscar a sorte com o pouco leite restante. Deu certo, mas eu faria novamente com leite ( e certamente farei se a experiência enxaquecal não funcionar) pois o kefir, embora saboroso, deixa aquele gostinho mais azedo. Depois, bati no meu supermaravilhoso liquidificador Hamilton Beach!! UHU!! bárbaro!!!   juntamente com 1 ovo, duas colheres de sopa de óleo, uma colher de sopa de açúcar, uma de chá de fermento, uma colherzinha de canela.
Ficou na consistência de panqueca. Se eu tivesse colocado menos kefir, ficaria na consistência de waffle .  Então, comi como panqueca, com açúcar e canela. 

Mas como eu queria waffle, acrescentei uma colher de farinha e pronto. Mas não precisaria se eu reduzisse o liquido!! 
Pronto. agora já sei porque quando eu morava em BH passavam tantas crianças pedindo " tem pão velho, moça?" ao que me dava vontade de responder: tempinho novo! Mas não fazia nem dava pão velho porque era só o que me faltava dar pão velho pra criança, a gente dá comida nova, fresca e boa.

Agora já sei: pão velho faz montes de coisas!!!

sexta-feira, 16 de março de 2012

Novidades!


Bolinha de quê?

De pão! Adorei! e dá pra fazer doce e salgado! 
Recebi a oferta desse liquidificador aí do lado, magina! por 60 reais. Comprei imediatamente antes que se dessem conta das contas.. Pois o meu liquidificador era faet, horrível, esquentava e não liquidificava, só empastava e na base. Mas tinha sido barato.  E eu sou pão dura.

Aí, junto com ele vieram receitas entre elas "almondega de pão" Claro que tudo medidinho, coisa e tal. Porém era com pão italiano. Magina se na minha cidade vai ter disso! Testei com pão francês mesmo e ó, maravilha! essa quantidade aí foi com um e meio. Molhar com leite , (para 800 g de pão um ovo, para um pão só uma cholherada de ovo) temperar a gosto, fazer bolinhas e fritar.  Aí você pode:
a- comer como almondegas mesmo, com molho de tomate ( DELÍCIA!)
b- como sonho, com canela e açúcar (HUMMMMMM!!) 
E como quiser. E já fiquei imaginando outras coisas, com queijo ralado no meio, com mais cebola.. Usei cebola, alho, cheiro verde e tomilho. 
Aí, como sobrou canela e açúcar e um resto de café frio na xícara, decidi fazer refresco de café. 
Virei fã!!! Então, se sobrou café, dobre a quantidade com água gelada, ou melhor, com chá de canela gelado, e açúcar.  
Ah! a vida é boa assim!!!

quinta-feira, 15 de março de 2012

Pastel me lembra arte e samba.. já explico

Oi! voltei! Claro que não passei fome esse tempo, o marido voltou de viagem aí a comida é farofa, macarrão, feijão, bife, ovo, tudo aquilo que faz o dia a dia delicioso mas não se come fora de casa nem dá matéria pra blog.
Mas hoje o calor aqui me fez fazer a corriqueira salada de batata acompanhada de pastel de carne que o homem adora! Ele come o pastel de carne e eu de outras coisas. E isso me faz lembrar o tempo de trabalho , quando o chefe vivia. Falo de Ubi Bava, que era chefe do departamento e exigia que comparecêssemos para pedir bênção e comer pastel. Isso mesmo. Pasteis que ele comprava em quantidade industrial de, nada menos , nada mais, da Paula do Salgueiro..

Explicando: o termo passista foi criado pra explicar o que Paula fazia na avenida.  Mas nem só de samba vivia a bela mulher, ela era modelo da Faculdade de Belas Artes, e, depois de aposentada, fritava deliciosos pasteis que vendia pelos corredores da universidade em seu carrinho de feira.  E nós professores lambíamos os beiços sob o patrocínio de um feliz Ubi. O de  banana com canela era o meu predileto. Hoje , então , pra mim, fiz alguns assim, simples, massa pronta mesmo , amassei uma única banana , servi 4 rodinhas de massa e envolvi os ditos depois de fritos em canela e açúcar.

Ah! mas não fiquei por ai.. estão vendo esse colorido?Pois foi com abóbora!!! Experimento perfeito, nota dez!! Dez! fiz diversos: só com abóbora, sal e nóz moscada ( um pedacinho cru mas macio) , queijo de minas e abóbora e orégano e ainda, abóbora com canela e açúcar!! Paula e Ubi teriam aprovado.


Sim, Ubi Bava, como podem ver aqui   foi um pioneiro nas artes abstratas nacionais e realmente o primeiro a inserir elementos óticos.  Hoje vemos que o simpático cantor e compositor Paulinho Moska, em seu programa Zoombido utiliza no cenário suas (dele Paulinho) obras inspiradas no trabalho do Ubi.
A verdade, é que, apesar de Ubi e Paula  já terem ido  há tanto tempo, até hoje não como um pastel sem lembrar deles!  E abóbora é bom, pois vejam só as que vão vir por aí

sábado, 10 de março de 2012

Sem foto mas com poesia!

Banquete
               Roseana Murray
Na minha casa de vento
tem chá de chuva,
bolo de neblina,
empadão de pensamento.

Na minha casa encantada
tem macarronada de nuve
e pastel de trovoada.

A sobremesa é transparente
na minha casa d vento:
sorvete de orvalho,
pavê de faz de conta
e torta de tempo
(ruim ou bom, não importa).

Você quer jantar comigo?

                                                                         Olá!!

Marido viaja e a minha comida fica meio parecida com essa aí de cima. Começo devorando os restos. Depois parto para as saladas, faço uma no processador, molho de kefir com sabores e nhac. 
Aí, descubro uma couve-flor fantástica e maravilhos chuchus . Vão ambos pro vapor, depois um pouco de leite e queijo ralado com farinha de rosca no forno. Delícia!

Se falta proteína, abro uma lata de atum e misturo na salada, e faltando carboidrato, fiz um pacotinho de macarrão de arroz , perfeito com uma lata de molho de tomate e o tal do atum.. 

Um filé de peixe grelhado com rodelas de abóbora. E chegou o último dia!  feijão já pronto pra receber o marido com comida caseira , batata e frango picados , arroz temperado só faltando meter no microondas. Mas, e hoje? 

Como mimo meus cães com amoroso cuidado, sobre a ração deles sempre um agrado. Um resto do rabo do peixe, a limpeza do frango.. mas, quando não há comida, recorro a uma mortadela. Passo no processador. Mas, dessa vez, nem isso. A única que eu tenho é uma mortadela de frango light da Seara,muito gostosa por sinal,mas é minha.. dá um tempo!!
Então, peguei uma fatia fina, sei lá, um cm de mortadela e processei junto com o chuchu cozido hoje, tirado hoje do pé. Provei.. UAU!! que combinação perfeita! depois de lambuzar a ração deles com a mistura, fiz mais pra mim e comi com o resto do macarrão de arroz!!! Recomendo! Um molho delicioso , perfeito pro macarrão! 

E em breve, de volta à programação normal!!

terça-feira, 6 de março de 2012

Essa eu anotei a receita!

Estreei o potinho da revista Caras com esse empadão! O potinho se portou bem, mas  eu não. Esqueci de que as alças dele também esquentavam e peguei sem luva. 
Mas, o importante é que ficou uma delícia! Como fiz recheio pra dedéu, parte dele virou empada e outra parte suflê. E o marido perguntou:- Você sabe repetir essa comida?
Fiz que sim. E ele disse:- Pois esse creme está uma delícia, um patê! isso com batata frita vai ser perfeito!

Então, antes que eu me esquecesse, corri para anotar:
1kgde peito de frango limpo, no sal e alho.
Cozinhei o dito  com meio copo de caldo de carne (sempre congelo o caldo que sobra da carne assada) e meti-o no processador, aí virou frango moído.

O caldo que sobrou foi misturado com duas colehres de farinha de trigo. 

1 ovo batido, duas fatias de queijo de minas frescal, um tomate picadinha, 8 azeitonas picadinhas, meia cebola roxa picadinha, duas salsichas light de frango picadinhas. Misturar tudo e colocar no forno. 
 
 

domingo, 4 de março de 2012

Bolinhas, ora bolas e balões!

Oi!
Hoje estou feliz com o que vi em um BLOG.
Bacana mesmo quando alguém espontaneamente gosta do nosso trabalho! E daí os balões de festa!!

E, por falar em livro, comprei pela SEGUNDA vez um livro que não gosto muito.. fala sério.. só matando. Chama-se 1000 dias em Veneza. Conta o namoro de uma senhora americana chef, com um italiano que acabou em casamento e moradia em Veneza. Tem algumas receitas nele. 
Comprei usado, praticamente só compro livros na Estante Virtual.  Caso alguém queira, me escreva que eu mando. 

Essa é a parte do Ora, bolas..
Arran!agora às bolinhas!!!
Pois é, todo mundo , imagino, reaproveita o purê de batatas fazendo bolinhas. Dessa vez eu fiz MINI BOLINHAS, apenas queijo ralado e farinha no resto do purê, juro! Aí elas foram fritas em azeite. E vou te contar um caso.. melhor que batata frita, melhor que tudo! saudável, econômico,  e perfeito pra tudo. Comi-as como acompanhamento, mas imagino que , se no molho de tomate , não virarão um nhoque daqueles! ou no lugar do pãozinho torrado da sopa.. hum...

sábado, 3 de março de 2012

Sebo nas canelas!

OI!
Adoro canela. Sempre e em tudo. No doce e no salgado. No odor.. hum..
Quando em Cabo Frio, no verão, lá vinham as hordas de turistas felizes pois estavam na praia. E, em lá estando, alugavam apartamentos, casas, acabavam com a energia às 6 da tarde, pois era a hora do banho coletivo e lá iam todos os chuveiros elétricos, e o odor de peixe,forte, não muito agradável. E a coisa entrava na minha casa, independentemente do meu querer. Solução: ferver uns paus de canela. 
Batata! 
Quer dizer, Canela!

Chiclete de canela dentine, e aquele antigo Adams, até a língua cortar. Cinamon rolls.. hum.. tudo de bom. 
E coloco muito, seja na banana amassada que vai por um minuto no microondas coberta de canela, ou nas fatias de maçãs, providenciando uma sobremesa deliciosa e sem açúcar, ou nas massas de pastel fritas..ah! como é bom.
Então fiz biscoitos, assim: na batedeira um ovo, uma xícara de farinha, duas colheres cheias de açúcar mascavo, uma colherzinha de fermento, duas colheres de maizena, duas de farinha de soja, uma bem cheia de canela e molhando com leite desnatado gelado. Aí são bolinhas empapel manteiga untado  . 20 minutinhos e ó! delicia!!! cantemos: ee morena quem temperou  a cor de caneeeela...
 
Vixe.. estou precisando lixar a unha..