terça-feira, 26 de junho de 2012

pé de pato mangalô três vezes!

Bom dia a todos.. ó, vou confessar um troço: eu não entendo muito as frases feitas que vivem pelo facebook  que inferem sempre que há alguém com inveja da gente. É plastico vendendo em banca de jornal falando da inveja; é frase que diz "se alguém me empurra é sinal que estou na frente", enfim.. aí eu penso, invejar o quê, cara pálida? Tá, a Angelina Jolie é jovem, linda, casada com o Brad Pitt que é jovem e lindo, ricos pra caramba e gente boa, adotam crianças. ótimos atores.  Taí, invejaveis. Mas aí ela tasca aquele joelho monstro pra fora pra  e me lembrou muito aqueles bonecos que balançam o cabeção atrás dos carros. Ninguém quer o corpo dela, né? ok, a grana, o marido, o trabalho, o pai.. mas não o joelho!

De qualquer forma, ela é pra ser invejada.
Mas eu não. Velha e pobre. Não. Nada pra invejar. Moro no meio do mato, longe do glamour, dura feito um coco, não, nada para invejar.  Então pé quebrado somado à pior gripe do mundo e à pior enxaqueca dos últimos tempo não pode ser mau olhado! E estou muda! a garganta fechou, não dá pra respirar..

AH rá!!! Só pode ser inveja dos meus biscoitos! A única coisa que sei fazer deliciosos, maravilhosos! rá rá! A base é sempre a mesma: uma xícara  e meia de farinha, duas colheres de maizena, duas colheronas de margarina , 3 colheres de sopa de açúcar mascavo e um ovo. Por aí. E dessa vez coco ralado!!
QUE DELÌCIA!!!!   A textura perfeita pra mordida! 
 Bom demais. E como todos estamos dodói, e o marido entrou numa de perder uns 30 kg, comecei a fazer sopa de noite. Corri pela internet atrás da mais magra e saborosa de ervilha.  Falam sempre em cubinhos de molho pronto. Eca. Me dá refluxo. Ele também não se dá bem com isso. E já tentei fazer caldos prontos em casa, de vez em quando acerto, outras vezes não.  As moças que não comem carne fazem um ótimo de legumes. Eu não acerto. Então, coloquei uns pedaços de linguiça refogados na ervilha cozida na panela de pressão com um tico de sal. . Não comemos a linguiça. Uma delícia!! Sopa de ervilha muito boa!
Lembrei! não são os biscoitos! Ah só póde ser a letra maravilhosa dessa canção. Ouçam essa beleza! A letra é do marido , a música é do Guilherme Rondom. E a voz é de Camila.

MÙSICA TODO DIA

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Melhor que o biscoito da Phoebe!

Ontem fiz um biscoito INCRÍVEL!! Se vocês são fãs de Friends, assim como sou, sabem que por duas vezes Phoebe aparece como dona de dois biscoitos perfeitos. Um deles é de aveia. Ela fala para Rachel que   ela tem duas verdades: nunca mente e faz os melhores biscoitos de aveia do mundo. Em outro episódio, Monica quer de presente de noivado a receita de seus biscoitos com pingos de chocolate.  Acabam descobrindo que  a receita secreta consta na embalagem de biscoito da Nestle.


Então, um ovo batido com 3 colheres de  sopa rasas de açúcar mascavo e duas de margarina. Meia xícara de farinha de amendoas e meia de farinha de trigo e uma colher de chá de fermento. A massa foi em colheradas, como pode dar pra notar, pois esparramou. O próximo vou colocar mais farinha!!

Olha, só pra dizer, eu leio TODOS os blogs que assino, desculpe por não deixar um pitaco, mas leio tudo, sei de tudo, copio receitas, penso nos livros. Só comento quando tenho algo pra comentar que na hora achei que era importante. Uma opção, leio tudo mas não comento tudo. E adoro!!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Lei de murphy, se pode piorar, porque não?

Fiz uma descoberta que vai revolucionar a medicina e a educação. Acumputuristas,  testem!! Há uma estreita relação entre o segundo dedo do pé direito com a inteligência. Se este vínculo é quebrado a gente emburrece.
Espero que ninguém passe pela experiência que estou tendo, mas fica o aviso.  Se filho, familiar quebrar o dedo, não esperem nenhum brilhantismo por parte da vítima e nem mesmo em respostas fáceis.

A coisa é séria.
Condoam-se!
Resolvi fazer um sorvete, inventar um. Minha mãe fazia um sorvete simples para dia sem sobremesa que era uma delícia, quer dizer, mandava fazer. Era caramelado.  Cheguei  a perguntar a ela a receita, e ela já tinha se esquecido. Enfim, resolvi desvendar o segredo e quase consegui.
uma xícara de calda de açúcar
um litro de leite fervido com uma gema , uma colher de maizena e outra de manteiga.
Misturar aos poucos, deixar gelar. Acrescentar a clara em neve , congelar, bater, congelar ou simplesmente usar a sorveteira.

Ficou uma delícia! suave, mas ainda não é o sorvete da minha mãe. Talvez por eu ter usado leite desnatado e, na infância, era leite gordo mesmo. Talvez por eu ter acrescentado uma colher de baunilha, não sei. Mas ficou muito bom, bela cor e perfeito para o acréscimo de qualquer calda.

 Até aí estou parecendo inteligente, não é mesmo? Ah! mas nada é o que parece! Pois em vez de guardá-lo de volta no freezer ou congelador, meti o dito na geladeira. Na hora da sobremesa .. oh! calda, só calda. Já congelei  novamente e vamos ver no que dá .

E a estupidice não parou por aí. Fiz essa delícia abaixo. Hum... bom demais! um simples purê de batata doce (apenas amassada , no ponto) e um refogado de peito de frango no ponto certo de sal por cima e forno. Mas, o efeito dedo do pé e inteligência me fez não untar o pirex. Tá, ficou uma casquinha deliciosa depois de pegar a faca e raspar e quase furar o dedo.
Pensa que acabou? Rá! quem dera! Após ter sido devorada na perna com a bota-  pois meti-a no meio das formigas de correição.(quem sabe o que é isso sabe o que queima) e ficar desatando os dez mil velcros e os colando nos cabelos, na cadeira , uma loucura, fui fazer waffle, já que estou sem biscoitos para o cafezinho. O mel estava açucarado e, em vez de colocar em banho-maria, coloquei , tampado, no forno de microondas, coisa que estou acostumada a fazer, e dá certo.
 Dava.
 Ploc! ouvi.
 Abri a porta do aparelho. Lá se foi mel abaixo e abaixo ficam os dvds..

Bem, estou escrevendo isso agora porque só agora o olho desinchou de tanto chorar. Buá!!! quero minha mãe!!!


quinta-feira, 14 de junho de 2012

O Rio de Janeiro continua lindo

Mas quebrei o pé. A maior caipirada. Fui pra praia, meio que chovia ou não, feliz da vida pra caminhar, ir até a feira hippie. Pimba no chão! Tropecei na ciclovia ,então, que eu não leia a palavra sustentabilidade durante um tempo! estou com ódio, me deu vontade de que as ruas fossem lisas, sem meio-fios, sem bicicletas. Depois passa, mas hoje estou como ódio. Dia de louvar chisitos com ki-suco.


Bem, mas fiquei com o filho e a nora, e céus! como eles cozinham bem! O filho fez o salmão, é ele que está cozinhando na primeira foto. Que delícia! Primeiro deixou o salmão na geladeira com sal . Aí fez esse belo refogado com azeite extra virgem, cebola , alho, louro e nele colocou o salmão. Que maravilha!!!! No prato, além do salmão, uma camponata que a nora faz com berinjela e abobrinha e muitos temperos e deixa na geladeira e uma  pasta de grão de bico com tahine deliciosa! em casa, praticamente trocaram o arroz por isso. E a combinação dos sabores foi surpreendente!!!

Mas , antes de eu quebrar o pé, eu tinha almoçado no restaurante Traiteurs de France Que maravilha!! Pedi o prato mais simples e barato: filé de frango grelhado acompanhado de feijão, batatas coradas e arroz.
Quer coisa mais besta que isso? Rá! o frango era de se comer ajoelhado agradecendo a Deus o paladar! as batatas coradas.. céus! o que é isso? o que eu comi até então na vida não pode ser a mesma coisa! tudo quente perfeito, e se não fosse tão bom daria para duas pessoas bem comportadas pelo preço de 19 reais.
Minha mãe era apaixonada pelo local. Comprava sempre os salgados, cujos preços são mais salgados para salgados. Mas, engraçado, não gostei tanto assim.

Ao lado da clínica ortopédica fica a Cobal do Humaitá. Que decepção! Quando meus filhos eram pequenos era lá que eu fazia as compras de legumes, verduras e frutas. Uma festa para os olhos!  Agora, só tem uma banca de frutas, vários restaurantezinhos com cadeiras plásticas.  Fiquei assustada pois leio em vários blogs como estaria sendo um lugar de encontros, legais.. olha, é que as pessoas se acostumam com ruindade, só pode, ou a cerveja realmente estraga paladar. Você vê as fotos AQUI e tem uma ótima impressão. Pf! Sujo, descascado, escuro, horrível. Acho que devo ter ido no restaurante do mercado. O camarão delicioso o resto.. bleargh. Um peito de frango com molho de damasco totalmente sem sal, como se pegassem o peito de frango congelado e tascassem na água com sal e dourassem e depois colocassem uma calda. Sem gosto mesmo. Tabule horrível, arroz de brócolis sem gosto.  Mas, provei em uma cafeteria cuja dona é uma simpatia, o novo picolé sorvete Italia que tem uma casquinha de chocolate com amendoas e , por dentro, sorvete de creme com um pouco de chocolate trufado.
Ó. A coisa é séria. É BOM DEMAIS!! a dona do estabelecimento avisou: é uma delicia mas não leia as calorias pra não deprimir.  Não encontrei nenhuma imagem dele nem no site da empresa. Devem ter comido todos.
Sou fã do sorvete italia desde de sempre. Eu costumava ir na fábrica em ipanema e comprar muitos, muitos mesmo, e encher o freezer de picolé. Os meninos adoravam. Todos os sabores são ótimos.  E o preço maravilhoso.
Pra finalizar, a última foto que tirei antes de cair e quebrar o pé. Agora estou em casa com uma bota que custou o olho da cara porque só tem safado no mundo que se aproveita de pessoas indefesas com pé quebrado pra extorquir dinheiro (cobraram 270 reais a bota no Creb. Sim, eu não precisava ter comprado lá, eu poderia sair pulando num pé só escada abaixo e comprar em outro lugar pulando em um pé só ou encomendar no submarino por 165 reais uma igual ou por 75 reais uma que pega só a parte do pé mesmo e , enquanto não chegassem, ficasse na casa do meu filho pulando igual a um saci quebrando logo tudo pois eu não sei mais pular tão bem assim. E, certamente, eles seriam vistos como loucos pois a nora já dá aulas de dança do ventre particular o que gera alguns pulinhos. Mas ela é leve.. já eu...)

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Texto do Tavito!-

Olá!
Enquanto preparo abóboras e saladas, leio no Facebook esse divertido depoimento do compositor Tavito, sim, o autor de Casa no Campo e Rua Ramalhete, que não gosta de vegetais. Divirtam-se!

Gastrismos...
Acabo de admitir francamente, nesta semivelha idade, que detesto saladas e folhas. Odeio ter uma alface face a face, uma cenoura na salmoura ou um repolho na mira do meu olho. Assusto-me com a alcachofra, assim, de chofre. Vinagre, limão, azeite, qual! Prefiro um filé sangrento ou um cupim suculento, atento ao gozo total, à alegria geral, ao prazer estomacal sem par e sem igual. Rabanete? O cacete. Pro pimentão, então, um sonoro NÃO. E a ridícula rúcula, par constante da selvageria da vagem? Que viagem, irmão... e o agrião? E a bertalha? Alimento de gentalha, de ralé. Sinceramente, viva o filé. Qualé? Esse eu como, como e não me abalo – vegetação é alimento de cavalo. Como aquela tal de couve-flor, um horror. E os brócolis? Apenas toco-lhes as florezinhas e – argh – lá vem um regurgito esquisito e malsão. Quero um espeto de picanha ou um lombinho ao parmesão... e agora dá um tempo nesse agito, que o Tavito vai pro Fogo de Chão.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Gostoso!

Duas coisas:
 Continuo com minhas abóboras, aí fiz uma coisa que pode ser banal mas nunca tinha feito! As abóboras partidas numa assadeira com azeite, sal e noz moscada. Aí por cima lâminas finíssimas de queijo muçarela . Sabe aquela pá de cortar queijo que não serve pra nada mas a gente não joga fora por uma questão de respeito? É, porque não serve pra cortar queijo já que o queijo tem que estar firme, no ponto. E , mesmo assim, ser craque , fatia mesmo não sai. Então, chegou a hora de usá-la! Pois  a ideia é sabor e não engorda. É botar no forno e se deliciar! Fica aquela casquinha de queijo hum.... ótimo acompanhamento.

E aí embaixo a outra novidade para mim: o vinagre Castelo com hortelã! Que maravilha na salada! Não precisei nem de azeite, bastou esse vinagre com um tico de sal. Comprei também o sabor alho, ainda não provei. Bon apetit!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Empadas e divagações

Vi o programa da Rita Lobo na TV, gente! que mulher é essa?Que coisa linda! e cara de gente boa! Ela lembra a bailarina da música do Chico Buarque! Virei fã. Deve ser daquelas pessoas que tudo o que fazem é perfeito. E é magra! Organizada, linda, simpática.. enfim,aí ela fez um empadão de queijo e , claro, tudo o que ela mandasse eu faria. Lá fui pra cozinha fazer empadão. Entendi ela falar 250 g de manteiga gelada. Bem gelada. Não tenho manteiga, coloquei a qualy no congelador pra ficar dura, separei só 200 g, mesmo assim tirei um pouco.. não, só 100 g. Será que ela tinha falado 50?
duas xícaras de farinha, mexe, duas colheres de água gelada, sem misturar muito pra fazer creck. Ensacar  e deixar na geladeira de um dia pro outro.

Quando eu era criança eu amava as empadinhas de queijo que minha avó fazia. Enlouquecedora de bom. Além dela, na casa da Malu, minha amiga paulista, sempre tem uma torta de queijo maravilhosa. Sem contar aquela que  não afunda da casa da minha prima.  Mas essa da Rita Lobo é suave, light mesmo.

No dia seguinte, abrir a massa, forrar uma forma de torta antiaderente , levar ao forno cobrindo com papel manteiga e enchendo de feijões. ( fiz direitinho! a bailarina mandou!)

No dia seguinte, misturar na mão 4 ovos, um queijo de minas inteiro, uma colher de chá de sal, duas colheres de sopa de farinha,meia xícara de leite ( aqui coloquei desnatado) e duas colheres de manteiga derretida( foi margarina ) misturar e um tanto de nóz moscada ralada (eu tenho só em pó, ainda não vi aqui a noz pra vender) . Tudo na mão, meio pedaçudo. Jogar queijo ralado sobre a massa já assada, jogar o creme , e, por cima , mais queijo ralado. 40 minutos de fogo baixo.   Delícia mesmo!!

Que beleza! Só senti falta de sal na massa. Mas eu tinha de ter colocado. AQUI O programa que ensina!