segunda-feira, 29 de abril de 2013

Biscoito Acidental!!

O melhor de todos!
E foi acidente.
Quer dizer, ele aconteceu independente de mim, por vontade própria!
Eu fiz uns joelhos bem feitos pra agradar ao prefeito que não sou besta. Aí pincelei os joelhos com ovo. Sobrou ovo.

Tasquei o ovo que sobrou na batedeira
e duas colheres de margarina
e duas de açúcar mascavo
e deixei batendo, batendo enquanto procurava aveia mas não achei aveia. Então, coloquei o resto de farinha de trigo, umas duas colheres também, e também granola e uma colherzinha de fermento.
Ok, fui fazer outras coisas, então tirei em colheradas e coloquei sobre papel manteiga untado.
Achei estranho porque a consistência estava de chantily, mas pensei: Ah, vai ser suspiro de biscoito.
E deixei no forno baixo (o forno já estava quente)
depois de 20 minutos vi que tinha espalhado pela forma.. não tinha virado suspiro.
pensei:
agora é tarde.
E fui metendo o dedo pra ver quando é que endurecia .. sim, endureceu.
Óh! céus! assim você me mata! delícia! delícia!!!! Hum.. isso com uma cobertura de chocolate.. hum...


quarta-feira, 24 de abril de 2013

Arrebentando a boca do balão!!!

OI!!!
Hoje estou que tou!! Como sabem, moro no meio do mato, onde não há comidas requintadas. Então, já que não há pronto, o negócio é fazer.
E me deu vontade de comer risoto de aspargos, veja só. E meus aspargos não nasceram ainda. Os que eu tinha me deram alegrias mas agora reencarnaram.
Então comprei, encomendei, porque aqui é assim, não tem, mas a gente encomenda e surge. Caro, caríssimo. Mas quanto é que custa um pratinho assim de risoto de aspargos com queijo brie em um restaurante?
Isso mesmo que vocês leram!! Não deixei por menos, esnobei mesmo!
Como fazer?
Procurei na rede, não havia unanimidade, então foi no olho.
Esqueci de comprar manteiga, então coloquei duas colheres de sopa cheias de margarina Qualy e uma colher de azeite reserva especial da Galo.  Derretido, um alho poró bem picadinho e uma cebola média também bem picadinho. AAHH!! antes, eu já tinha cozinhado o aspargos. Em água com sal e os colocado em gelo, e tirado as cabeças, e processado o meio.
Aí coloquei 3 xícaras de arroz arbóreo e refoguei com uma colherzinha de sal.
Hora do caldo de frango . Perguntei ao Chef italiano Luciano se o caldo de legumes era obrigatório, ele disse que sim, que podia até ser o pronto. Mas eu não me dou muito bem com caldo industrializado. Tenho sempre congelado o que faço em casa. Pimba. Botei. e fui regando com a própria água que cozinhou os aspargos.  E provando e cantando...
Que música?
Em geral baixa a Wanderleia e afins.
"estou guardando o que há de bom... em mim.. para lhe dar quando você chegar..."
Jovem guarda na veia! ou melhor, na véia!!
Aí acrescentei o purê de aspargos.
Provei.
Vi que era bom.
Um tico a mais de sal.
Provei.
Vi que era bom demais.
Um cálice de vinho branco..
Hum... bom!
Duas colheres de queijo parmesão..

E aí, quando o arroz ficou bem cozido mas sem ficar molenga, queijo brie!!!
Não quero outra vida!

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Sorvete de chocolate um pouco mais light

Oi!
Não tenho escrito por estar sem novidades. Não vou postra almondega normal com macarrão, né? Só se houver algo diferente. Esse sorvete tem.
Fácil, delícia e ainda pode aproveitar o resto dos ovos de Páscoa!
Na leiteira, juntei uma caixinha de leite condensado Mococa, 3 canecas de leite desnatado e chocolate Garoto, cobertura, semi-amargo.
Fim!
Esperei esfriar e coloquei na sorveteira.  Se fizer em picolé, é um chicabom perfeito. Não medi o chocolate, sei lá, uns dois pedações e mais uma colher de chocolate em pó Nestle pra ficar mais preto. Como ficou BEM forte, dá para matar a vontade comendo pouco! Adorei!! Tô comendo agora mesmo!